Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

05
Ago07

Entre continentes...

Little Miss Sunshine

O meu menino chegou hoje à India, e está neste momento a caminho da sua terra Natal. Estamos oficialmente separados pela Europa e Àfrica, se bem que parcialmente. Este pensamento não deixa de ser um pouco assustador e talvez por isso não tenha tido vontade nenhuma de sair de casa. Praia, fui lá duas vezes, e disse. Cinema, teimei em ir, mas acabei por ficar a jogar Nintendo DS em casa, com a ventoinha ligada no máximo e virada para a minha camita.

 

De todas as guerras que tive com o meu mais que tudo, de todas as chatices, de todos os dramas, é nestas alturas, quando estou longe dele, que sinto a falta que ele me faz. Parece que me tirou o sabor das coisas. Não tenho muito ânimo para fazer o que quer que seja, e amanhã (dia 6) faço 29 anos, e nem sequer me apetece fazer nada.

 

A minha mana lá se ofereceu para fazer a petiscada de celebração, mas cá entre nós, a vontade de fazer o que quer que seja só me dá vontade de fugir, muito até porque metade das pessoas que vão estar nessa dita petiscada são maioritáriamente amigos da minha irmã mais que meus. E os meus amigos que vão, eu sei que vão reparar no quão gorda eu estou e eu sei que estou gorda, mesmo apesar de já ter perdido algum peso.

 

Tenho saudades do mais que tudo. Pronto. Fuzilem-me por isso! Se a vontade de não fazer nenhum se coaduna com a concepção de férias, então eu até estou a cumprir o que me propus. Deambular sózinha pelo Barreiro é coisa que me afecta profundamente, ir à praia significa gastar gasolina e dinheiro em comida, portanto fico em casa, a remoer no facto de que ele está em casa dele também e provavelmente, conhecendo-o como conheço, está a tirar o maior proveito da situação.

 

Por isso, olhem, ando amuada. Se por um lado me chateia que o castigo dele não ter vindo comigo é ir a casa depois de 2 anos de ausência (em vez de ficar a sofrer em terras britânicas sózinho pela minha ausência), por outro também me chateia o facto de estar para aqui a pensar nisto em vez de o ignorar, situação que obviamente me lixa o esquema das férias todo.

 

Talvez eu tenha inveja - afinal ele está lá, e eu estou aqui. Das duas uma, ou deviamos estar ambos lá, ou ambos aqui. Agora assim é que não... Separados por 5 horas e meia de fuso horário é tortura - como se não bastasse a comunicação telefónica que agora é escassa - e isto sem falar na comunicação cibernética a qual nem sequer existe neste momento.

 

E depois vem o medo... Será que os pais dele vão aceitar-me? Será que não? Eu sempre tive sorte com os meus sogrinhos-to-be, mas estamos a falar de uns sogrinhos não tugas e, logo, muito mais difíceis de convencer. Eles já sabem que a relação existe, só não sabem que a relação está pronta para subir as escadas em direcção a outro patamar. E é isso que o mais que tudo vai resolver, juntamente com o dinheiro para os nossos mestrados.

 

Vamos andar a anhar durante uns meses, afinal ele vai pagar 8,000 libras pelo mestrado dele, e eu vou pagar 3,600 libras.Vai ser tudo à nossa custa e sem ajudas de custo. Por isso, este ano vamos ter de ser muito unidos - algo que depois destas férias é inevitável, pois nesta altura estou a morrer de privação de mais que tudo, uma doença que pode até ser mortal psicológicamente.

 

Enfim... Isto de estar separado de quem se ama é uma merda.

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D