Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

19
Jan08

Chuva existêncial...

Little Miss Sunshine
Uma semana inteirinha de 'dolce far niente', 3Kg a mais por causa dessa calanzisse, e vontade de ficar assim, letárgica, para sempre. Estou de férias entre semestres. Não sei bem o que fazer com o tempo livre, se bem que agora esse tempo livre está em vias de acabar. Estou permanente na Nespresso UK aos fins de semana!

São boas notícias, e isto vai-me permitir manter em contacto com a companhia, o que quer dizer que há grandes perspectivas de após terminar o Mestrado, esta relação se tornar mais full-time. Entretanto, até Março também estou garantida com o trabalho da Universidade. Ambos são bons para o meu CV, que à conta de tanta experiência ligada a Marketing só me vai favorecer (acho... espero bem que favoreça, com tanto queimanço de pestana frente a livros do tamanho de Biblias!!!!).

Era para ir a casa em Março, mas isto ainda não está como deve de ser, e com mais trabalho à porta (desta vez o do mestrado mesmo), não quero abusar da minha sorte. Assim sendo, mudança de planos. Não há Portugal em Março, mas vão haver duas semaninhas em Junho. E bem preciso de sol na moleirinha, porque tem estado agreste! Hoje então tem sido mesmo do piorio!

Vento, chuva, super desagradável, mesmo bom para ficar em casa no quentinho e deixar os loucos andarem à chuva. Claro que com o tempo cinzento vem a minha melancolia toda à carga. Mas eu já começo a estar habituada a isto. Enfim, não se pode ter tudo. Se eu pudesse ter tudo não estaria aqui, mas sim em Nova York, e não estaria tão desiludida com a chegada para breve (mas não tanto) dos meus 30 anos.

Parece que as coisas começam a não fazer sentido nenhum assim que se põe um três à esquerda. Ando mórbida até, a pensar que se morresse hoje não me teria valido de nada ter andado para aqui a penar, porque não atingi nada de nada, não tenho nada de concreto na minha vida - só mesmo experiência e essa não pode sequer ser considerada como legado aos entes queridos.

Mas cá entre nós, o que me anda a pôr assim não tem muito a ver com a minha vida agora - apesar de eu achar que sim... Está quase a fazer dois anos que a minha avó faleceu. E nesta altura fico sempre um pouco deprimida, a questionar o porquê da existência, sem saber muito bem no que acreditar: se no sentido da vida ciêntífico, ou se no espiritual.

Claro que o sentido espiritual é muito mais interessante de acreditar, mas eu não sou muito de religião ou fé. Sou mesmo daquele tipo de pessoas como o São Tomé... ver para crer... mas também não quero ver porque se vir algo assim isso significa que fui desta para melhor... E não sei, esta coisa de morrer e viver e viver para morrer, não sei mas é demasiado Dantesco para mim!

Enfim... Coisas da vida... ou neste caso, da morte. A verdade é que independentemente de quem formos ou do que fizermos, mais tarde ou mais cedo esse é o nosso destino, e eu pergunto... se não houver nada do outro lado, do que é que valeu andar para aqui com tantas chatices às costas, tantas lágrimas e tanta raiva, e tanta desilusão e tanta tropelia? Se não existe nada do outro lado... então que raio estamos nós para aqui a fazer? Seremos só mesmo um produto da cadeia alimentar? Partículas de Carbono?

Dá que pensar.
 

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D