Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

25
Jan09

Um dia cinzento...

Little Miss Sunshine

Há alturas na nossa vida em que o que nos faz bem é parar e fazer uma retrospectiva daquilo que alcançámos até agora, para nos podermos focar no futuro com mais clareza e objectividade... Na minha vida eu já fiz de tudo, e orgulho-me muito das experiências que ao longo dos anos tenhop vindo a coleccionar.

 

Eu costumo dizer aos meus amigos, principalmente aqueles que ainda estão nos seus recentes vinte aninhos, de que na vida devemos fazer de tudo, aprender de tudo, e diversificar as nossas experiências ao máximo. Só assim conseguiremos saber onde estão os nossos limites e as nossas capabilidades.

 

A razão porque eu sempre fiz e faço (quase) tudo sempre ao mesmo tempo, tem a ver com isso, mas também com a necessidade de me levar mais além, testar as minhas reacções e estabelecer desafios ou objectivos que me pôem à prova e me ajudem na minha viagem de auto-conhecimento.

 

Estou longe de ser perfeita, mas conheço os meus limites - se é que os tenho. Porque sei que não há nada que eu não consiga fazer - e mesmo que haja, o que não sei hoje, aprendo amanhã. Só tenho uma vida, e como tal, tenho de fazer bom uso dela. Emprestar o meu conhecimento aos outros, transmiti-lo, ajudar os outros a serem mais perfeitos, mas acima de tudo, mais satisfeitos... É isso que eu faço diáriamente, no trabalho mais que em casa, porque em casa os desafios são outros... Nem sempre podemos saír vencedores...

 

Mas é na derrota que aprendemos lições importantes, ganhamos conhecimento que empregaremos no futuro e nos evitará voltar àquele ponto onde estávamos antes, o ponto onde não ganhámos o jogo, mas ganhámos uma nova estratégia.

 

E a minha estratégia é pura e simples... Viver sem 'ses', simplesmente viver das oportunidades que a vida nos dá. Foi assim que eu vim parar ao país dos dias cinzentos.

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D