Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

30
Jun06

Carro... Sim ou não?

Little Miss Sunshine

Hoje foi mais um dia DAQUELES no trabalho! - Não foi muito mau, mas como amanhã a Inglaterra joga com quem nós sabemos bem (FORÇA!), o pessoal abasteceu-se todo de coisas HOJE. Resumindo - supermercado a abarrotar, staff a menos, e Leonor a correr de um lado para o outro tipo barata tonta. Foi giro, sim senhor...

Comecei o dia logo cedinho e só não tive de me levantar às 5 da manhã porque o meu amigo Hassan me deu boleia... caso contrário teria de apanhar o autocarro às 6h10 para entrar às 7h! Tive o meu primeiro intervalo tarde e a más horas, almocei à pressa e não gozei os meus últimos 15 minutos de descanso...

Enfim... foi um dia bom... acabei toda partida e se não fosse (mais uma vez) o meu amigo Hassan, só chegava a casa lá para as 5h ou 5h30 da tarde, depois de secar meia hora na paragem de autocarro... O que vale é que tenho amigos...

E o meu ex ex já se mudou para St Albans também. Tenho andado com uma vida social recheada nesta altura. Quando não estou enterrada na cama ferradinha no sono, vou dar grandes passeios por Hatfield ou então vejo um filme indiano qualquer com um dos meus amigos... Enfim... Para colmatar a saudade dos meus amigos tugas, até nem está mau.

Bem... Mas eu não vim aqui para falar nada disto. Estou num dilema (entre outros tantos 1000). O Martin deu-me o carro. Mas eu ainda não sei se vou aceitar - tenho de me resolver entre hoje à noite e amanhã. Estive a ver os preços para os seguros automóvel e AI CARAMBA! Um bocadinho demais, diga-se de passagem.

E no final de Agosto teria de pagar o imposto também, umas 40 libras... O carro é dado e eu bem preciso de um transporte para me levar até Stevenage a cada 15 dias (1h é a viagem de autocarro, contra 20 minutos de auto-estrada em veículo próprio), e também para ir trabalhar... em St Albans (20 minutos de autocaro, contra 10 de veículo próprio)... Isto para não falar que posso ir a qualquer lado, sem estar presa a Hatfield...

Mas estão-me a pedir 26 libras mensais e mais 50 de entrada por um seguro razoável p'o baratuxo... E no ano que vem - inspecção. Ai, não sei o que fazer. A cavalo dado não se olha os dentes, mas eu não quero cometer os mesmos erros que cometi em Portugal - se bem que o meu erro foi ter comprado um carro novinho em folha... em emprego temporário... Enfim... Não se aplica propriamente aqui...

Este carro é um Fiesta de 1994, não é exactamente um carro em primeira mão... mas eu queria poupar um dinheirinho e tem sido tão difícil (mas tenho conseguido!)...

Imaginem o tempo de vida que poupo - sim, porque afinal de contas eu não vou andar nas paragens de autocarro à chuva e ao frio durante o Inverno... Não vou ter de me stressar porque perdi o único autocarro disponível ao Domingo... E ainda posso dar boleia aos meus colegas mediante uma tarifazita semanal irisória.

O que fazer...?

O que fazer...?

Bem, vou mas é comer os meus filetezitos de solha, não ha nada melhor que peixito e esta semana já lá vão très solhas fresquitas e umas quantas saladas de camarão com delícias do mar.

Mas antes de me ir embora, querem saber da nova? Lá no supermercado puseram umas brutas melancias (supostamente da Grécia) à venda. As melancias pesam quase 10 KG cada e são monstruosas... Até aqui nada de especial... Pois bem... O preço a que meteram as melancias era até menos de 1 libra por Kg, o que nem é muito... Ou pensavam eles que não era muito! LOL! As melancias têm sido pesadas nas caixas e voltam todas para trás, isto porque o preço de uma melanciazita razoável oscila entre as 7 e as 10 libras... O que equivale a quase 15 euritos, ou três contitos... Vai uma melancia DE OURO? Sim, porque a esse preço, só pode... hehehehehe

E espero que Portugal ganhe amanhã. Vou estar a trabalhar o dia todo, não vou poder ver o jogo, mas vou estar atenta!

FORÇA!

Bem, vou ver o Big Brother - sim, eu sei, baboseiras do costume, mas não hé nada melhor... A televisão aqui é muito triste à sexta feira.

Jokitas.

 

29
Jun06

O prometido é devido... mesmo que tarde.

Little Miss Sunshine

Ontem não tive tempo nenhum para escrever. O Didier veio-se despedir de mim, porque ía voltar para  França hoje (mas quando eu for a Portugal de Férias ele deve andar por lá, uma vez que a família dele mora toda no Algarve), e tive um amigo do trabalho cá a jantar também. Quando eles abalaram já eram quase duas da manhã e eu aterrei na cama ferradinha.

Antes disso ainda estive a acabar de ver um filme indiano que tinha começado a ver na noite anterior e que me foi emprestado belo meu "vizinho". De qualquer das formas esse meu "vizinho" está em Jaipur agora e só vem daqui a 3 semaninhas, só que eu queria ver porque raio é que ele me emprestou o filme, uma vez que fala de um "amor" entre vizinhos e acaba assim de uma maneira bonita mas com o seu "quê" de trágico. - Não sei porquê mas faz-me lembrar assim um desvairo meu há uns dias atrás...

Anyway, e voltando ao que interessa... Pois é, eu estive a ver os preços para ir passar uma semaninha à India, e não são maus, não senhor. Tenho andado a pensar que se calhar até vale a pena e o meu amigo que esteve cá ontem até me disse que ele para o ano vai lá com o meu "vizinho" (eles são amigos) e convidou-me. (Aposto que quando o outro souber que ele me convidou dá-lhe três tiros - isto porque eu estou para ver como vai ser a nossa relação de vizinhos depois do que aconteceu há uns dias atrás)...

Se eu for com eles não preciso de me preocupar com alojamento... (se bem que era um pouco estranho). O meu ex ex namorado, que tem famíliares na India, também gostava de voltar lá e já me disse que se eu estiver mesmo a fim de ir, ele vai comigo. O que não é mau, porque ele é uma pessoa impecável e como andámos quase um ano, confio muito mais nele do que nos outros.

Quanto ao destino, ainda não sei muito bem. Eu queria ir ver a cidade cor-de-rosa (Jaipur), mas também queria ir ver o Taj Mahal e arredores (New Delhi) ou, melhor ainda, mergulhar nas àguas paradisíacas de Goa e reviver traços de antepassados portugueses que tenham andado por aquelas bandas.Estou um pouco confusa, de qualquer das formas estou a preparar isto com um ano de antecedência, para que corra tudo bem - eu vou ter de tomar montes de vacinas também e vou ter de saber como e onde comer ( Não quero ficar doente assim que chego...).

Enfim, também tenho de arranjar um grupo coeso de pessoas porque preferia ir com um grupo do que só com uma ou duas pessoas. A união faz a força, e é verdade - sem qualquer conotação política aqui.

E pronto, hoje acordei era uma e tal, estou cheia de sono, está calorzito mas o dia está uma bodega - ora faz sol ora está nublado. Estou farta deste clima estúpido. Vou ver o DVD que comprei da Bridget Jones daqui a nada. Apetecia-me ir dar uma volta, mas o meu ex ex (que se está a mudar para St Albans) vem-me buscar mais logo por isso vou mas é descansar. Amanhã tenho de estar às 7 am no trabalho que até doi.

O meu ex Martin veio-me trazer a casa ontem (sim, já falamos), e ele quer-me dar o carro dele. Eu não sei ainda mas parece que vou aceitar... só mesmo para efeitos de ir trabalhar. Ainda tenho de fazer uns cálculos para ver se é viável ou não. É um carro velhito e é dado... Não me parece que vá dizer não se o prémio do seguro for razoável.

Bem, vou ver se me deito um cadinho. Estou mesmo cansada. Ontem a menina-que-nós-sabemos não veio e foi complicado porque estive sózinha a maior parte do tempo, com o super cheio! Enfim... Começa bem, a menina-que-nós-sabemos...

Fui. Beijokas! 

28
Jun06

Trabalho, trabalho e mais trabalho...

Little Miss Sunshine

Nunca mais chegam as férias, nunca mais chega a altura de eu ir apanhar o vôo para Portugal.

Bem, resta-me ir apanhar o autocarro para o trabalho...

Está um dia de porcaria - para variar.

Eu mais logo escrevo. Ficam já a saber que estou a pensar em juntar dinheiro para ir até à India... Só preciso de arranjar amigos que queiram ir comigo, de preferência nativos...

Também antes de ir, e para calar a boca do meu amigo, queria dizer públicamente que os MARTIN não são todos iguais! Happy, dear? heheheheh Namorei com um Martin mau, mas fiz um amigo Martin (mesmo) bom! heheheeh

Já agora também, actualizei o meu Hi5, por isso se quiserem passem uma vista de olhos por lá. Logo também vou acrescentar uma receita ao Cozinha da Nika, e conto-vos as (poucas) novidades.

Beijinhos. Fui...

26
Jun06

India, vitórias e T.L.C.

Little Miss Sunshine

Eu adoro a cultura Indiana. Acho que é uma cultura linda, cheia de vertentes a explorar, cheia de coisas novas a descobrir. Como sabem, India está para o Reino Unido como Angola está para nós - mas de maneira mais civilizada, eu acho.

Há muitos indianos aqui, todos oriundos de vários pontos da India, todos diferentes em cultura e famílias. Mas a família Indiana é uma grande família neste país, independentemente de onde se vem. Todos têm o mesmo país em comum, e todos se dão mais ou menos pacíficamente.

Por causa da minha relação anterior com um indiano nascido no Reino Unido, eu aprendi muito da cultura e dos hábitos e tradições. Também aprendi um pouquito da língua, se bem que muito limitado.

Duas das minhas supervisoras são Indianas e ontem, depois do trabalho, convidaram-me para um chá na casa delas ( são mãe e filha). Eu aceitei, porquer farta de estar em casa a lamentar a minha vida amorosa estou eu. Passei um momento mesmo muito agradável, experimentei um pouquito da comida típica e depois elas vieram-me trazer a casa.

Convidei-as a entrar (ainda bem que tenho o meu quarto mais ou menos apresentável), e estivemos na conversa por uma boa meia hora até que elas me convidaram para ir a Harrow (Londres) a uma reunião de família. Eu ao príncipio fiquei um pouco na dúvida, família é família. Mas elas insistiram tanto que eu pensei: Bolas, porque não? Se ficar em casa vou andar toda deprimida...

E lá fui eu. Foi muito giro, adorei, super amáveis, fizeram-se sentir muito bem, apesar de falarem pouco inglês... Puseram-me o jogo para eu ficar a par do resultado...

GANHÁMOS!

Bolas, vamos jogar contra a Inglaterra OUTRA VEZ!

Vai ser jogo de sofrimento...

As minhas amigas traduziram-me sempre a maior parte das coisas, comi uma verdadeira Chamuça ( mas não era picante!), e Bahjis de cebola (SUPER PICANTES!), e uns triangulos doces e uma pasta que era mesmo muito, muito boa e eu não faço a mínima do que era.

Quando cheguei a casa era quase meia noite. E eu estava com uma pica do caraças, quem é que me falava em ir dormir? Está quieto... Pois bem... Eu tenho um amigo de trabalho que é meu vizinho. Não sei porquê mas passei o dia todo a pensar nele e ontem no trabalho houve assim uma troca de olhares muito, muito intensa. ( Ele é muito, muito, muito giroooo!!!).

Ele já cá tem vindo a casa e acabamos sempre a noite a ver filmes de Bolliwood, que são longos, intensos mas muito bons - melhores que os filmes de Holliwood. Ah pois é... A minha irmã que sirva de testemunha!

Ele tem uma história um bocado problemática, porque namorou com uma rapariga seis anos, mas ela veio para cá para estudar e acabou por o deixar, deixando-o destroçado. Ele tem uma namorada agora mas todas as namoradas que ele teve não são aquela que ficou para trás, a qual está a tentar voltar para ele outra vez.

Ele deixou a India para vir para cá, para ao pé dela, mas descobriu que ela estava desviada, e ele acabou por ficar por cá apesar das coisas não terem resultado - enfim, uma história do caraças. E ele vinha cá a casa muitas vezes para desabafar e eu ouvia e dava conselhos.

Pois bem, passando à frente... Ontem depois daqueles olhares ele esteve cá em casa. Eu senti isso não sei como, estava cá com um feeling que ele tinha estado aqui, e por intermédio de um amigo arranjei o número dele. Era meia noite quando eu mandei uma mensagem muito simples: Ocupado? Ass. A vizinha.

Ele ligou-me logo, disse que me tinha arranjado um filme e perguntou-me se podia vir cá a casa, porque quarta ele regressa à India, a Jaipur, onde vai ficar de férias por três semanas. Eu disse-lhe que sim (claro), e estivemos na conversa a ver "Bridget Jones" e a rir.

Acabámos por nos depedir em grande estilo... No strings attached! E pronto, acho que estou curada da decepção Martiniana. 

A verdade, verdadinha? Era só o que eu precisava para me sentir como nova. Hoje acordei e está a chover lá fora, mas dentro de mim tenho o sol radiante. Mal posso esperar para ir para Portugal e tostar-me ao sol, passar dias submersa em àgua e rir,rir, rir... Porque a vida é curta e eu já tive a minha parte de tristeza este ano.

Bem, vou indo, tenho de ir pagar contitas e ver se vou buscar o resultado de uma cadeira à uni.

Beijokas!

 

24
Jun06

AI!

Little Miss Sunshine

Passo a vida a dizer "ai" no meu trabalho. É "ai" aos meus colegas, "ai" aos clientes habituais, começo a pensar se isso não estará a afectar o meu bem estar, com tanto ai ainda começo a pensar se não estarei doente...

Enfim, é que dizer "ai" é muito mais fácil que dizer "hi", não há a aspiração ao contrário do H, e eu tenho que o dizer tantas vezes que ao fim do dia já não posso mais... É cansativo.

Isto de ser supervisora tem que se lhe diga também. Ontem ao fim do dia só arrastava os pés, fartei-me de correr para cima e para baixo e hoje nem sinto as pernas. Uma coisa boa nisto é que se continua assim vou perder uns kilitos.

O pior de ontem foi quando me deixaram sózinha a fazer supervisão. Assim que a minha manager saiu as filas digamos que TRIPLICARAM! Eu tive de chamar reforços QUE NÃO VIERAM! ( afinal já era fim do dia...).

Desesperada, acabei por chamar o Duty Manager, que me ajudou a arranjar UMA pessoa. Também meti o pessoal do Serviço de apoio ao cliente nas caixas e melhorou ligeiramente... MAS O STRESS que eu passei!!! Não desejo a ninguém...

É caso para dizer AI! Desta vez, a verdadeira interjeição..

Bem vou-me arranjar para o trabalhito. Beijokas.


P.S. Mais logo dou uma olhadela pelos vossos blogs que agora não tenho tempo... Duty calls!

23
Jun06

Pequeno-Almoço

Little Miss Sunshine

Estou a tomar o pequeno almoço. Papas de aveia - alguém é servido?

Pois, foi o que eu pensei. Ontem comprei as panquecas e não comprei o raio dos cereais. Resumindo, tive de passar revista ao meu armário e só tinha isto, ou cerelac, ou pensal. Como estas duas últimas são mesmo muito preciosas porque só posso ter mais quando for a Portugal, tive de optar pelas papas de aveia...

hmmmmmm deliciosas

Vai uma colherzita? Depois disto é vestir o uniforme e toca a andar para o trabalho... Até às 19h hoje...

TOU TÃO CANXADAAA!

jokas


P.S. OH, lembrei-me agora... Hoje é Pay day! Dia de ordenado... Yupiiiii! heheheheh

22
Jun06

A dura realidade...

Little Miss Sunshine

A razão do meu post anterior prende-se com um telefonema que a "Je" recebeu do Mr ex. É verdade, como eu previa, o menino viu-me hoje no trabalho, não me falou e quase que me lixava porque a minha manager notou que ele me estava a ignorar e isso é mau para mim ( se bem que a minha manager está do meu lado)... Lixou-se porque só eu é que conseguia resolver a situação de uma encomenda no sistema...

Depois de eu lhe mandar uma mensagem a chamar-lhe aldrabão, mentiroso, e a apelar para o profissionalismo dele ( que como se notou hoje, é nenhum), o rapaz deu sinal de vida. Desde que acabou comigo no domingo que não me disse nem ai nem ui - tirando um telefonema que eu encurtei rápidamente na segunda-feira.

Pois bem, eu acabei por explodir e disse-lhe tudo o que eu pensava ( tirando aquele facto que nós já sabemos - era muito mauzinho, e eu não sou assim tão impiedosa, apesar de vontade não me ter faltado). As desculpas do costume, as baboseiras do costume... mas - VÁ LÁ - ao menos pediu-me desculpas ( aí umas 500 vezes).

Depois a linha caiu e ele ligou-me nem eu sei de onde, mas presumo que de uma cabine telefónica. Estava mansinho que só visto. As minhas picadas devem-lhe ter acordado para a vida - sim, porque ele já não é nenhum puto, já vai fazer 28 anos e se continua a portar-se como um puto mimado que não pensa nas coisas que faz até o mal estar feito, vai acabar sózinho e infeliz, porque as pessoas à volta dele vão começar a fazer a vida delas com outras pessoas e ele vai ser o único que se agarrou ao emprego e quando acordar vai ser tarde.

Já falava em voltar e que não me queria fora da vida dele e sei lá que mais. Sabem o que vos digo - mais mentiras. Eu não sou parva nem nasci ontem. Tenho alguma experiência e digo-vos que isto não vai dar em nada até porque o que eu sentia fugiu. Agora só me lembra o cheiro a peixe, as borbulhas nas costas e a má performance debaixo dos lençois.

Eu disse-lhe que era tarde. Mais, se ele queria assim tanto que eu fizesse parte da vida dele, se ele sentiu "tanto" a minha falta, porque é que não me telefonou mais cedo? Porque é que acabou comigo? Ainda para mais no meio de um conflito, quando me era mais importante ter o apoio dele?

Pois, olhem, como diz o meu pai, BdM, isto é, bardamerda.

É assim a vida. Espero que ele aprenda que decisões que envolvem pessoas e muito especialmente, sentimentos e corações de pessoas, não são para ser tomadas de ânimo leve. Não se pode fugir de uma situação só porque está difícil, a não ser que não se goste - e ele nunca gostou de mim... Acabou comigo e foi sair com um amigo nessa mesma noite.

Ainda para mais disseram-me hoje que quando ele era questionado acerca da nossa relação, ele dizia que não era nada sério... Palávra de honra! Andei eu a desperdiçar um mès inteiro com esta amostra de homem, tendo tanta gente que gosta realmente de mim.

Enfim, para a próxima já sei - ou sai à primeira ou não está destinado a ser!

Por isso é que eu estou com esta neura toda. Estou farta de ser uma bola de ping-pong. Estou farta que me vejam como um objecto disponível para colmatar as inseguranças e os medos dos outros. Eu também tenho as minhas necessidades de carinho e afecto. Eu mereço isso e muito mais.

Assim sendo, pus o Martin de molho, mas a minha intenção é deixá-lo de molho para sempre. Ele precisa de uma lição de vida, e vai  tê-la. Quem vai ao mar, perde o lugar.

Beijokas.


 P.S. A cena lá com a outra miúda acabou por se resolver, eu pedi-lhe desculpas e expliquei-lhe que o que ela traduziu estava mesmo muito mal traduzido. Aparentemente está tudo bem. Quem se devia ter chateado não se chateou e o Martin usou isso para acabar a relação, com a desculpa estúpida de que não está preparado para ter uma relação a sério... Sei, quase 28 anos... Lá para os 60 ele deve tar pronto... Tsc tsc...

 

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D