Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

31
Dez06

...

Little Miss Sunshine

Feliz ano para todos!

Para todos, nesta noite tão especial, que tenham uma celebração santa junto daqueles que mais vos amam. Eu por aqui, não vou celebrar grande coisa, mas vou comer as passas e beber o champagne da praxe (que não é Champagne porque é italiano...)! e dar um beijinho ao meu gajo enquanto soam as 12 badaladas... Agora... como é que eu vou comer as passas, agarrar no dinheiro, saltar de uma cadeira e ainda beijar o namorado - tudo ao mesmo tempo - isso é que eu ainda estou para ver!!! Ainda para mais com Blossom Hill Rosé ao jantar e champagne à mistura, isto é que vai ser bonito... Se eu não cair da cadeira ou se não me der para ressonar ao sabor das 12 badaladas, eu já me considero uma rapariga cheia de sorte.

2007 vai começar em grande estilo: 2 exames na segunda semana, 2 trabalhos para entregar na terceira semana, e uma tese para começar quanto-mais-depressa-melhor... Mas já tenho umas mil resoluções relativas a este assunto... Se Deus quiser, em 2007 vou-me tornar licenciada. Para celebrar esse aspecto, talvez vá até aos Estados Unidos, ou quiçá à India... Tenho um mundo de oportunidades e desde que decidi que ía começar a stressar um bocadinho menos e a viajar um bocadinho mais, que parece que a minha vida ganhou uma nova e colorida dimensão. Mas para me licenciar tenho de escrever a minha tese, senão lixo-me.

E em retrospectiva, 2006 começou muito mal. Perdi o emprego, a minha avó faleceu aquando da minha visita a Portugal, e uma relação de 7 meses foi ao ar tão depressa como começou. Isto tudo em Janeiro. A reconstrução da minha vida teve de ser rápida e eficaz. Graças aos meus familiares, e sobretudo à minha determinação, dei a volta por cima e arranjei emprego dois meses depois. Recomecei a conta poupança, que até então tinha minguado significativamente. A minha vida amorosa andou sempre aos altos e baixos, mas na universidade fiz progressos e os resultados foram mesmo muito bons.

No Verão fui promovida a supervisora, conheci o meu actual companheiro e amealhei bastante dinheirinho, o que me permitiu ir a Portugal por duas semanas e aproveitar ao máximo o sol, o mar e o calor que não tenho aqui.  E desde aí pouco mais aconteceu. O meu companheiro veio morar comigo em Setembro, as aulas começaram pouco depois e apesar dos problemas laborais, a verdade é que ainda lá continuo e por lá devo continuar até dar.

O balanço é, portanto, positivo, apesar de ter tido um arranque mauzinho. E espero que 2007 seja melhor que 2006, apesar do novo ano começar já com o divórcio oficial dos meus pais a dia 2, e a catrefada de avaliações e trabalhos acumulados para a Universidade. Dia 24 faz também um ano que a minha avózinha faleceu. Mas espero receber já esta semana o meu primeiro ordenado como supervisora, e a relação com o meu companheiro ganha outra dimensão, uma vez que, como sabem, ele já contou aos pais da minha existência e as perspectivas - segundo ele - são bastante boas.

Assim sendo, vou-me dedicar à cozinha (jantaroca), e preparar-me para receber o novo ano de branco e rosa. Por aqui chove imenso e o vento está ensurdecedor. Acredito que aqueles que optaram por celebrar a entrada do Novo Ano em Londres vão ter uma desilusão, visto que de Norte a Sul do país todos os eventos estão a ser cancelados... mas verdade seja dita, quem se aventurou a ir a Londres, vale sempre a pena... Afinal, não é todos os anos que se celebra a passagem do ano com 12 badaladas do BIG BEN.

Beijinhos a todos e boas entradas em 2007.

 

29
Dez06

De volta ao trabalho...

Little Miss Sunshine

Ando com outra disposição e tudo. Decidi que não me lixam mais com stresses. Tudo tem o seu tempo...

Que o diga o meu mais que tudo... que assim que me desloquei para Lisboa, ele contou à família da minha existência e parece que afinal, em principio, vai correr tudo bem.

Em Março vamos os dois a Portugal para os meus pais o conhecerem... e depois, provavelmente, India... Mas eu não estou muito para aí virada. Se 2 horas de vôo me custam já o que custam, quanto mais dez!

Bem... eu amanhã conto os pormenores todinhos que agora tenho de ir para a caminha porque amanhã tenho de estar no trabalhinho bem cedo.

Jokas xx

28
Dez06

Cheguei a casa...

Little Miss Sunshine

... se é que se pode chamar a isto de casa... (é só um quartinho mesmo)...

Já descobri que tenho um trabalho para entregar até amanhã, dois exames daqui a semana e meia e dois trabalhos de 3,000 palávras cada para entregar antes do dia 15. Fixe!

Entretanto as gajas que eram para ficar no quarto de baixo mudaram de ideias e agora não temos housemates para morarem lá...

Enfim, vai a Leonor de férias UMA SEMANA e o mundo vira-se ao contrário. Tsc tsc!

27
Dez06

E as férias estão prestes a chegar ao fim...

Little Miss Sunshine

É com grande tristeza que faço as minhas malas. Não quero voltar para lá. Mas tenho de voltar. Trabalho, problemas, está lá tudo à minha espera. Tive uma semana espectacular... tudo correu bem mesmo... e agora, que olho para as minhas malonas em cima da cama, sinto um aperto no coração. A escolha foi minha, de sair do país e tentar a vida lá fora... mas começo a duvidar se vale a pena.

O meu coração está destroçado por deixar (mais uma vez) família, cão, gata e amigos. Não é fácil, não pensem... E amanhã, lá vou eu de bagagens em punho, de transportes até ao aeroporto, porque mais uma vez vai estar tudo a trabalhar e ninguém se pode ir despedir de mim. Sózinha no aeroporto. Valem-me os amigos da Portway e o livro da Carolina Salgado.

Amanhã, por esta altura, estou já na minha casa no desterro da periferia londrina. E tudo isto vai parecer um sonho, que passou assim que eu acordei.

26
Dez06

Estou chateada!

Little Miss Sunshine

Ontem à noite eu e o meu gajo chateamo-nos. Resultado: ele saiu com os amigos e depois apareceu montes de tarde no messenger, bebado, a dizer que não podia viver sem mim. Desde ontem que não nos falamos e nem sequer respondi às mensagens que ele deixou no messenger.

Decidi que a ser namorados, prefiro que ele se mude do meu quarto para o dele totalmente, e que só nos vejamos de comum acordo. Muito possívelmente vou para a América no ano que vem, até porque acho que não devo deixar de fazer aquilo que quero ou que gosto só porque tenho um namorado. Talvez esteja a ser egoísta, mas a verdade é que não vejo as coisas avançarem, sinto-me estagnada e sempre me faltou a paciência também para estas coisas.

Ou é, ou não é. E eu não gosto de viver numa situação de meio. Estou chateada, claro que estou. E triste. Por isso hoje fui às compras e gastei dinheiro, muito dinheiro... em mim! Odeio ter de lançar ultimatos às pessoas que me são especialmente queridas... Mas infelizmente só assim é que eu sei exactamente com o que eu conto.

Provavelmente amanhã já está tudo bem, provavelmente até não. Mas tenho de vos dizer uma coisa, independentemente de estarmos bem ou não a reacção dele foi um tiro pela culatra e estou magoada pois esta não correspondeu em nada às minhas espectativas.

Enfim... digamos que não estou nem um pouco desejosa de voltar para a Grã-Bretanha nesta altura. Só volto porque tenho responsabilidades lá... Mas assim que me livrar do curso é ponto assente que me mudo, porque Hatfield é certamente dos piores sítios para se viver.

Jokas. 

25
Dez06

Um almoço sem a mãe nem o Kiko...

Little Miss Sunshine

A minha ceia de natal foi super boa... Família reunida, bacalhau à mesa, conversa animada... estávamos lá todos, e mesmo o meu mano do meio resolveu aparecer pelas 23h30 para distribuir os presentes (eu sei, fizemos batotice, mas valeu a pena!)... Foi tudo na casa nova da mana, e estáva tudo mesmo muito bom! Eu, como sabem, fiz os doces quase todos, entre arroz doce, aletria, e fatias douradas, passando pelas farófias...Como estáva cansada, acabei por decidir rechear o perú só hoje de manhã, que como era pequeno, estimei para um tempo de assadura entre a hora e meia e as duas horas (não era congelado!)...

Pois bem, assim sendo, aproveitei ao máximo o desembrulhar de presentes, fizemos salita por uma horita e meia na conversa e estáva já eu com a birra do sono quando o meu pai decidiu ir para casa. A minha mãe ficou a dormir na casa da mana e do cunhadito.

Este Natal, nem me posso queixar. Tive prendas muita giras... O meu pai pagou-me a viagem de avião - foi a prenda dele, ainda me ofereceu o livro da Carolina Salgado e um outro livro sobre ficção científica, sobre hipóteses da História. Também me deu ainda um bloco de notas para trazer na mala, com régua e marcador!

 A mãe deu-me umas toalhas bordadas a bilros, e um quadradinho todo de bilros para fazer uma almofada de linho ou algodão. O meu mais que tudo deu-me um telemóvel todo XPTO, da Sony Ericsson, com um cartão da ORANGE - por isso, já sabem, o meu número vai mudar possívelmente! Infelizmente a camera do telélé está a funcionar muito mal e assim que chegar a Londres vamos ter de trocar o bicho!

A mana e o cunhadito deram um baton para pôr no telemóvel e um espelho para trazer na malinha, muita giros. O meu mano Migo e a minha cunhadita ofereceram-me um caxecol quase até aos pés, rosa e branco, muita quentiiiiiinho!!! O Kiko deu uma caixa de Ferrero Rocher (lá se vai a dieta!). A mana Paula, que veio do Norte, ofereceu-me uma agenda toda XPTO, cor de rosa (sim, porque caso não saibam, essa é a minha côr favorita depois do AZUL!).

Depois tive prenda da amiga Andreia, que é minha amiga desde os meus 10 anitos (já lá vão 18 anos de amizade, né miga!?). Ela ofereceu'me um relógio muita giro com montes de bracelletes para pôr e tirar. Também me ofereceu um fio de missangas em azul... CLARO! heheheheh

E pronto, ainda tenho de me encontrar com a minha amiga Ana para lhe dar a prendita, comprar a prenda número 2 do namorado e o Natal já foi! Agora é preparar para o meu regresso a casa, onde me espera um namorado ansioso - com o qual já tive uma discussão hoje porque me sinto a chegar a uma encruzilhada na minha vida, em que das duas uma: ou se formaliza a nossa relação e eu acabo por ficar por Inglaterra mesmo, ou então faço as malas e vou para os Estados Unidos.

Mas já me estou a desviar desta conversa... O meu intuito era escrever sobre o almoço de Natal hoje... Como sabem, a minha mãe e o meu pai vão'se divorciar. Chateia-me, não digo que não. Aliás, não acredito que filho algum de pais divorciados seja ou tenha sido indiferente à separação daqueles que o criaram supostamente e essencialmente devido ao amor que ambos nutriam um pelo outro.

Mas não me meto, porque não é do meu interesse, nem mesmo do meu direito. A minha mãe nos últimos anos em que me lembro de vivermos todos juntos aqui nesta casa, sempre detestou o estado em que a casa estáva. Nós não somos ricos, claro e nem sempre se pôde fazer intervenções na casa como deveria. Resumindo, a casa é gelada, está a precisar de portas novas em todos os quartos, precisa de ser toda raspada e pintada de novo e precisa de cozinha e casa de banhos novas.

É normal... moramos nesta casa vai para mais de 25 anos e nunca me lembro de termos feito obras valentes de raiz... Fomos sempre remedando o que estáva estragado e viviamos a nossa vidinha como se nada se tivesse passado... Pois bem, a minha mãe nesta altura não consegue passar muito tempo aqui. Está muito fria a casa. E ela também já não gosta do Barreiro. O Barreiro serviu para criar os filhos, e agora que estão criados, chegou a altura de mudar para um lar mais aconchegante e mais quente.

Não a censuro. Mas apesar de velhita, eu adoro esta casa. Apesar de fria, eu adoro esta casa. Nunca conheci mais nenhuma, e aquelas em que morei em bastante tenra idade já quase não me lembro... aliás... não me lembro de nada. Mas nunca gostei do Barreiro. As fábricas, os barulhos... o ser conhecida a cada canto e cada esquina por ser a filha do Sr. Engº... eu não era eu. E quando pude, pirei-me.

Por isso quando a minha mãe decidiu ir para a casa dela esta manhã, sem dizer nada a ninguém, eu não a critiquei. Eu entendi. Mas fiquei triste, porque vim eu de tão longe para estarmos todos juntos, fiz eu o comer com tanto amor e carinho, recheei o perú de frango para que ela também o pudesse comer, e depois no fim ela não veio...

O Kiko, o meu mano mais novo, ainda chateado com a noite passada porque provavelmente não recebeu aquilo que talvez mais quisesse, ou porque se arreliou com alguns comentários derivados de birras de sono, acabou por se trancar também no quarto e não veio almoçar. Todas a gente à mesa e nem mãe, nem mano caçula. Eu fiquei triste, pronto!

No meio de isto tudo, a verdade é que não podemos negar as nossas origens. Fazemos parte de uma unidade que nesta altura se desfez, até porque a unidade nunca foi mesmo unidade. E talvez seja essa a razão porque certas coisas acontecem... As pessoas mudam, as situações mudam, muda tudo. A vida é uma sucessão de mudanças que nem sempre queremos que aconteçam. Este ano a mudança assinalou-se pela dissolução da célula familiar e pelo início de outras células espalhadas no tempo e no espaço.

Feliz Natal, pessoal.

 

23
Dez06

E vivam os dias de céu azul...

Little Miss Sunshine

É quase Natal! E por isso, desejo a todos vocês que me visitam e me presenteiam com o vosso carinho e amizade, um Feliz Natal cheio de prendas no sapatinho, com muita saúde e muito amor!!! Depois de ter passado os meus primeiros dois dias em casa desterrada, tive uma surpresa boa ontem à noite... Pois é, a minha amiga activestresss veio visitar aqui a "je" à minha prisão preventiva, para me dar um beijinho e me desejar um feliz Natal.

Infelizmente estava frio e ela não pôde ficar muito tempo... A minha casa também estáva bué desarrumada e super fria, por isso nem sequer a convidei para entrar (sou uma mal-educada, é o que é...)... Mas ela está linda, com a sua barrigona toda jeitosa e fiquei muito contente de a ver tão bem disposta e animada! Obrigada pela visita miga - só tu para me safares de uma noite de seca!

E farta de estar em casa, hoje dei a corda aos sapatos e fui até Lisboa almoçar com a mãe. Acabámos por ir a Cascais, onde finalmente vi o mar... mas não o pude tocar (oooooooooooohhhh!)... Talvez peça à mana para me levar até Sesimbra ou à Figueirinha só mesmo para molhar as mãos e/ ou os pés na àguinha gelada e salgada...

E amanhã vou passar o dia na cozinha... Estou super excitada (e daí talvez não), porque vou cozinhar os fritos todos da quadra. É aletria, arroz doce, fatias douradas, núvens, enfim... tudo o que tenha a ver com Natal - menos azevias, porque depois da última tentativa em solo britânico, só pensar nisso me dá um arrepio na espinha... Fazer o doce do recheio ainda é como o outro, mas o meu problema é mesmo ligar a me#%a da massa para não se abrir durante a fritura!!!

E como só fiz uma vez, a inexperiência ainda assusta, mesmo contando com a ajuda do mano mais novo, que está a tirar um curso de "Chef" profissional em Lamego, tenho receio... Por isso mesmo a mana já está avisada que vai ter de comprar as ditas cujas, porque eu vou mesmo ficar'me pelos pratos que faço melhor!

Vai ser bonito... Cabelo a cheirar a gordura, roupa engordurada, bochechas vermelhas do calor das frituras e pronto... - O que eu não faço pela mana, não é???

E por falar em mana, hoje conheci finalmente o Murphy...!!! E claro, a casa dela. O gato é mesmo muita giro, é que as fotos não fazem justiça ao novelo de lã!!! A casita também é bem gira, toda decoradita com muito bom gosto, gostei mesmo ( e confesso que fiquei com uma pontinha de inveja, porque o mais parecido que eu tenho com uma casa é mesmo o meu quarto de aluguer! - mas está lá o Sid e a Daisy, por isso nem tudo é mau...)!

E pronto, tou com saudades do namorado, claro que estou... As 5 horas de webcam ontem à noite souberam a pouco e hoje quando estáva a caminho de Lisboa, com o céu azul e o mar tão calmo - apesar do frio - tive pena, pá... Tive pena do meu mais que tudo não estar aqui a partilhar esta cena toda comigo, porque para mim o Natal ainda é a quadra mais especial para mim.

E não me devia estar a queixar, porque o Sidd não vai estar mas a famelga toda vai e isso é a coisa mais especial que podia acontecer para mim. Este Janeiro sou capaz de cá voltar com o Sidd, antes de começarem as chuvas... Queria que ele conhecesse parte da minha identidade, é importante para mim que ele conheça os sítios por onde andei e onde fui criada...

E pronto, a mana do Porto chega hoje, a mana manteiga derretida anda nas compras com o pai e o mais que tudo e eu decidi ficar por aqui porque o meu gajo também está aí ligado não tarda.

Um bom Natal para vocês e ficam aí algumas fotos que tirei hoje...

Jokinhas!

Praça do Comércio

Arco da Rua Augusta

àrvore da Praça do Comércio

BOM NATAL!

Pág. 1/4

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D