Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

29
Abr08

O meu primeiro filme...

Little Miss Sunshine
Ando viciada em multimédia. Se o mundo do design web e gráfico já me fascinam por demais, agora ando com a paranóia dos filmes. Assim sendo, há duas ou três semaninhas atrás, resolvi gravar pequenos pedaços de uma noite de karaoke que aconteceu cá em casa.

O resto... bem... têm de ver, não é?
Está a carregar aí no botãozinho do youtube!!!



Sim, já notei no erro de caligrafia... era sang em vez de sand, mas possa, ainda estou em aperfeiçoamento.

Tenho grande vontade de continuar nestas andanças, e talvez me dê para estudar um pouco mais, pois se fizer um ano de computer science, dão-me equivalência ao 3º ano e fico com dois cursos e um mestrado num espaço de 5 anos - nada mau! Ando a estudar a hipótese de fazer isso, mas vamos lá ver se as finanças permitem...
28
Abr08

Destaque...

Little Miss Sunshine
Pois é, se não fosse pela minha amiga TULIPA, este destaque passava-me despercebido - não e para menos, com tanto trabalho para despachar nesta altura, só tenho tempo para dormir, comer e escrever!

Aqui fica o registo deste destaque para a posteridade! Não seria possível sem vocês!


28
Abr08

CRM Acabado... Venha outro!

Little Miss Sunshine
Acabei, finalmente!

Agora mesmo... Às... 3h23m da manhã...

Porra, é tarde...

O raio do trabalho para Customer Relationship Marketing & Sales era difícil e eu sei que está uma porcaria, mas fiz o melhor que pude...

Mais dois trabalhos e uma apresentação de grupo.
Depois só tenho de me preocupar com a tese.
26
Abr08

Luta de vontades!

Little Miss Sunshine
- Tenho de ir, tenho de ir...
- Mas está calor, e o dia está tão bom, podia ficar em casa e acabar os trabalhos que tenho ainda para fazer...
- Mas tenho de ganhar dinheirinho, a vida não está fácil, amanhã fico em casa...
- Mas amanhã pode estar a chover, e além do mais tenho reunião de grupo por isso não vou aproveitar mesmo nada do dia...
- Tenho mesmo de ir, prometi aos gajos no John Lewis...
- Que se lixem!
- Não posso faltar mais, faltei dois fins de semana já, e depois ainda se 'chibam' ao meu boss...
- Não quero ir! Não quero ir!


Vou ter de ir não é verdade? Bolas!
24
Abr08

Marketing @ UH

Little Miss Sunshine
Marketing @ UH é um programa inovador levado a cabo pela minha faculdade (Business School, University of Hertfordshire). Concebido para ajudar companhias e organizações no desenvolvimento dos seus planos de marketing, grupos de estudantes trabalham lado a lado com os clientes na formulação de planos de marketing e soluções empresariais específicos para cada caso.

Eu vou estar na exposição, juntamente com os meus colegas e chefes da consultadoria da universidade, para dar a conhecer aquilo que nós andamos a fazer também, e que não é muito diferente do que foi descrito acima. Vão haver 7 workshops, oradores especiais, e outros eventos de relevância para o programa.

***

Os trabalhos da universidade não andam nem para a frente, nem para trás. Amanhã vou trabalhar o dia todo na Nespresso - bem como no sábado - e tinha prometido a mim mesma acabar este relatório para CRM hoje. Mas esqueçam lá isso, porque depois de saír da exposição lá para as 7 da tarde, ainda tenho uma amiga minha a vir jantar cá a casa, e o gajo, que foi para Londres tratar do Visto para irmos a Portugal em Junho, também não deve de chegar cedo... E tenho uma apresentação na quarta-feira, um outro relatório para MAC, e ainda 3,000 palavras para Marketing for Entrepeneurs... Estou de todo!


Este Mestrado tem sido uma carga de trabalhos, isso é que tem!

Mas pelo menos nem tudo é mau, porque ganhei juizinho e  livrei-me daqueles desejos e dúvidas todinhas que me têm assolado durante a semana toda. Preciso de equilíbrio. Toda a gente sabe que atracções proíbidas não valem a pena porque quando  se concretizam representam mais de desilusão que de alegria... com a agravante de magoarmos quem realmente nos ama.

Daí a minha analogia do príncipe-sapo... Passamos a vida inteira à procura do homem perfeito - que não existe - sem nos apercebermos que um sapo pode-se tornar um príncipe a partir do momento em que alteramos as nossas expectativas sobre essa pessoa.

Não vou dizer que a minha relação existente tem pernas para andar, mas já me lixei muitas vezes por não ser paciente e esperar que as coisas sigam o seu rumo. Por isso não me censurem se eu deixar as coisas andarem assim, entre o vai não vai, durante mais alguns meses e ver no que dá. Eu sei que se em dois anos não mudou muito, nunca se sabe.

Tenho esperanças de que estas tentações todas se vão embora do meu coração e cabeça, porque eu sei perfeitamente que isso não é maneira de estar. O proibido é excitante, mas é também contraproducente. Mais vale 1 pássaro na mão, que dois a voar. E eu nesta altura tenho tudo...
22
Abr08

Considerações sobre pular a cerca...

Little Miss Sunshine
... não é que tenha coragem de o fazer, mas ultimamente apetece tanto...  Só de olhar para ele o coração pára. Hoje pôs-me a mão no ombro e eu tremi todinha por dentro... É bom poder sentir tudo isto de novo - já sentia falta desta emoção descarada de querer algo que eu sei que não posso ter. Dá um sentido novo à minha vida... Faz o meu sangue correr depressa nas minhas veias, faz-me corar de vergonha feliz, faz-me sorrir e rir e saltar a caminho de casa a pensar nas últimas palavras que trocámos, nos olhares que cruzámos... Eu sei que sou só eu a ver coisas, mas esta química é tão forte, que não acredito que possa passar assim, despercebida...

Mas atenção - da imaginação à pratica vai uma graaaande distância. Não condeno quem salte a cerca - desde que tenha boas razões, e que o faça com tino. Não magoar quem nos ama é mesmo o mais importante. Mas não sei se alguma razão realmente justifica um acto de tamanha falta de chá...

Eu já tive no lugar da traída, e no lugar da traidora. Por vezes é complicado. Mas a juventude era outra, e os relacionamentos também... As coisas eram diferentes, não haviam tantas cordas, não haviam tantos stresses. Não me perdoo por ter magoado, mas também não perdoei quem me magoou. Às vezes acho que isto é tudo uma carga fatal de falta de intimidade. Tenho saudades de me sentir segura nos braços de um homem que não me pergunte como fazer um quadro no powerpoint, ou como resolver um enigma de senso comum.

Só me apetece cair nos braços de alguém que me ampare e não me faça tantas perguntas, apenas me abrace forte e me dê muito mimo, sem porquês nem quandos, num local secreto, longe de tudo e de todos... Ando cansada da rotina que se instalou na minha vida - e o pior é que eu não a consigo quebrar por nada!

Ás vezes pergunto-me como é que as pessoas se casam? Porque eu estou numa relação que nem dois anos tem e já me sinto assim... O máximo que estive com alguém foi mesmo três anos, e quando caímos na rotina as coisas azedaram.

Por isso, como é que se consegue manter um casamento? Porque eu não entendo como é que ao fim de dois anos eu já não posso aguentar mais esta relação. Gosto dele - simplesmente não há emoção e para mim, emoção é tudo... A atracção desvanece e o que é que fica? Como é possível que as pessoas vivam vidas inteiras juntas? Se calhar o problema é meu? Se calhar eu é que não consigo deixar de achar que do outro lado a relva é sempre mais verde e volta e meia, deixo tudo para trás em busca de melhores pastos...

Eu só quero é sorrir outra vez. Preciso de TLC. Montes de TLC. Entretanto vou sonhando com ele, e sorrindo a pensar nele - porque em pensamentos esta traição vai no auge - e é do melhor que há...
21
Abr08

Tentação infernal...

Little Miss Sunshine
Uma coisa boa de se ter imaginação fértil é que se pode fantasiar de tudo um pouco - não deixa de ser mesmo só imaginação fértil, e contribui para a felicidade pessoal de cada um de nós. O pior é quando o mundo imaginário deixa de ser suficiente para nos fazer feliz, e passamos a querer mais acção e menos sonhos. O pior é quando um sorriso começa a ter mais de 1000 interpretações possíveis, e aquece o coração e a alma. Quando se é o centro da atenção de alguém, e o que se julgava estar morto, volta a acordar e a tomar conta de nós...isso é que é pior, porque nos faz querer quebrar com a nossa aceitação de valores convencionais.

Eu vi muitas novelas, o mal se calhar foi esse. No fundo eu sempre acreditei que se a atração está lá o resto vem depois. Quando o corpo começa a dar sinais de querer algo mais que uma coisa platónica, e quando essa coisa platónica já é tão proibida em fantasia como o é em vida real, então a coisa fica feia, e eu fico comprometida no meio, sem saber muito bem se devo ir com a corrente ou prender-me à terra para não me afogar!

Eu nunca fui muito de aceitar, com ou sem reticências, que a vida tem de ser um poço de rotinas inadiáveis. Quase a chegar aos 30, continuo a  achar que a vida tem de ter mais para além do célebre 'casar e ter filhos'. Eu sou mais emoção, mais viver o momento, mais deixar que os impulsos me ditem o caminho. Quando a rotina se instala, eu tenho tendência para partir em pedacinhos a estrutura que se torna estável e começar de novo, porque não gosto de viver sem um desafio.

(Anda emoção no ar. Uma emoção que fala português com sotaque...)

E é isso que a minha vida representa... Um desafio. Porque raio temos nós de nos adequar às normas da sociedade, achar que as coisas não estão boas - mas mesmo assim continuar a perseguir e a insistir num sonho ao lado de quem não nos faz saltar o coração, ou de quem nos apaga a chama de mansinho, com jeito mas sem pedir licença...

Não. Vejam a minha cronologia de relações, digna de constar no 'sexo e a cidade', e depois digam-se, se devo seguir os meus instintos e deixar o fruto proibido ser comido, ou se devo atar-me com mil e uma cordas a um mastro e esperar que a tempestade de emoções passe e o navio dê à costa seguro... Porque o que eu sinto não é bom (eticamente falando), mas sabe bem (sexualmente imaginando...). E o fruto proibido é normalmente o mais saboroso... se for comido em silêncio ninguém fica a saber - só nós dois.
19
Abr08

CRM

Little Miss Sunshine
Trabalho da uni em progresso... Não tenho ido trabalhar na Nespresso - isto está complicado.
Depois deste há ainda mais um e depois há uma apresentação com um relatório e depois é o último trabalho de todos...

Quero acabar isto o mais depressa possível!

Pág. 1/3

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D