Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

30
Jan10

Depois do choque...

Little Miss Sunshine

Esta semana foi complicada, mas posso dizer seguramente de que o balanço final foi positivo.... Como sabem, descobri da pior maneira que não estava mais a trabalhar na consultadoria... Depois do choque inicial, andei a pedir trabalho a todo o pessoal com quem já trabalhei directamente na universidade (professores, académicos, pesquisadores, etc.).

 

Consegui umas horas extra de aulas por semana, a começar já esta segunda-feira. Mas a surpresa foi mesmo o que se seguiu. Devido à maneira insólita como terminou o meu contracto de trabalho (sem aviso prévio), a minha chefe propôs que eu fique mais um mês na consultadoria, e eu aceitei.

 

Assim sendo tenho cerca de um mês para me orientar na Universidade. Não é que eu esteja numa má situação, porque não estou. Só que não queria ficar com contratos precários de horas limitadas e nenhumas regalias, quando posso ter um contracto fixo que me dá uma certa segurança monetária. Isto é ainda para mais importante agora que me casei.

 

E por falar em casar, estou mais uma vez de guerra aberta com o Consulado Português em Londres. Preciso de cópias certificadas dos meus documentos de identificação para poder mandar ao meu marido no Brasil. São para suportar a aplicação de Visto dele, e por isso mesmo há uma certa urgência nesses documentos.  Os tipos marcaram-me uma hora na Quinta-Feira, dia 11 de Fevereiro, para me certificarem 2 cópias?? Não é só o facto de quintas-feiras eu estar super ocupada com aulas (como eles sabem tão bem!!), é o facto de ter de esperar semana e meia para me carimbarem duas folhas de papel!! E o pior é que só pode ser carimbado por eles, porque senão o Home Office não aceita!!

 

Eu tenho de mandar as coisas todas pelo correio, e o Carnaval está aí à porta - o que significa que o Brasil vai parar nesses dias, e nada de correio. Eu tenho de mandar os documentos o mais tardar na próxima sexta-feira, porque não quero correr o risco de ver os documentos chegarem depois do dia que são precisos. Se eles não me marcarem a certificação para esta semana, terei de mandar o meu passaporte por correio - algo que me incomoda, porque por mais seguro que seja mandar as coisas por correio hoje em dia, é sempre um risco...

 

Mais uma vez, depender do consulado começa a revelar-se uma missão impossível. Se bem se lembram, não fosse o cartório no Brasil aceitar uma declaração de estado civil para mim, ainda hoje estaria à espera do certificado de capacidade matrimonial que o Consulado Português em Londres teria de emitir (algo que demora cerca de 2 meses).

 

Considerando que eu sou uma cidadã portuguesa a exercer os meus Treaty Rights aqui no Reino Unido desde 2004, isto é lamentável. E o pior é que o mau serviço deles só me atingiu recentemente. Nunca tive problemas com eles antes. Nos últimos 2-3 meses parece que a prestação de serviços deles decaiu substancialmente... Não facilitam NADA. Não agilizam NADA. Sinceramente, ter um consulado em Londres ou não ter nesta altura para mim, é igual, porque para as coisas mais simples, ou tenho de ir a Portugal  ou tenho que me desenrascar de outras maneiras.

 

Entretanto, este fim de semana tenho estado a corrigir exames sem parar, e queria ver se amanha preparava a aula que vou dar na segunda feira sobre questionários para pesquisas de mercado. O maridão ligou à pouco, está tudo bem, segunda-feira já voa de volta para Curitiba (ele está em Belo Horizonte). Tenho saudades dele...

 

 

Nesta semana, provavelmente porque foi cheia de altos e baixos, senti mesmo a falta dele... E ele tem ligado todos os dias, ou no MSN ou no telefone de casa.... Não me posso queixar... Só que é difícil começar um casamento assim, separados por um oceano, 12 horas de avião, e 2 horas de diferença horária... É meio triste. Eu sei, eu sei... Eu já sabia que ía ser assim. Tenho de ser forte. Mas até o mais forte dos seres tem momentos de fraqueza, e eu sou humana - tenho muitos desses momentos.

 

Só quero que o tempo passe depressa para poder ter o meu maridão do meu lado. Nesta altura é só mesmo o que eu quero, e o que faz falta para eu poder ser 100% feliz...

 

27
Jan10

Cortes...

Little Miss Sunshine

Descobri que não me renovaram um dos contratos que tinha na Universidade. O chato é que o contrato terminou no dia 4 de Janeiro e ninguém me disse nada até ontem, por isso andei estes dias todos a trabalhar feita estúpida, pensando que ainda tinha um trabalho fixo.

 

Na minha mesa tenho um montão de contas para pagar, por isso andei o dia todo a pedir aos professores que eu conheço para me darem o máximo de trabalho possível, já que ainda tenho 2 contratos válidos com a Universidade (mas não têm vínculo permanente, e sou paga por hora de trabalho efectivo...)

 

Sorte a minha, tenho uma boa reputação lá dentro e assim que mandei um email a pedir trabalho/ horas, choveram propostas de todos os lados. Assim, estou este semestre a leccionar 3 cadeiras de marketing de segundo ano, possivelmente ainda vou supervisionar umas teses de mestrado, e na quinta-feira vou ter uma reunião para um possível projecto que vai involver algum trabalho de pesquisa e investigação.

 

Vou andar a matar-me só para conseguir o dinheiro para renda e contas, mas pelo menos vou ganhar algum. E comecei hoje um módulo do curso que dá equivalência a um certificado de Professora Universitária (PGCE), o qual vai durar 10 semanas...  Começou bem e achei o módulo interessante, mas tem 3 trabalhos de avaliação, um dos quais não vai ser nada fácil.

 

O marido hoje está em Minas Gerais com um dos irmãos dele, e por lá vai ficar até Segunda-feira, na casa de um casal amigo... Tenho andado a tratar da papelada para ele meter com o pedido de Visto dele. Estou mal de dinheiro e por isso ainda não tirei as cópias do passaporte certificadas. Também ando com pouco tempo disponível, já que tenho resmas de exames para corrigir até à semana que vem.

 

E a vida vai correndo...

 

Mal posso esperar por Março. Estou farta desta vida de trabalho e casa. Preciso do meu marido para me tirar deste círculo vicioso.

 

21
Jan10

A 200 Km/h!

Little Miss Sunshine

Esta semana tem sido daquelas que passam a correr, cheias de altos e baixos, cheias de obstáculos e problemas, prazos e stresses... E o fim de semana que aí vem não vai ser muito diferente, porque ando com trabalho até às orelhas.

 

Desde orientações de trabalho para amigos, referências e entrevistas para dar e resolver, começos de semestre, correcções de exames e de trabalhos finais de semestre anterior, eu não tenho parado um minuto. E ainda bem, porque só queria estar no final de Fevereiro agora... com o maridão a chegar, se Deus quiser!

 

...mas até lá ainda falta, e as saudades vão apertar mais do que já apertam... O segredo é manter-me ocupada, e por isso, ainda vou recuperando amizades antigas, ainda vou tendo as minhas quintas-feiras de pizza entre amigas, e vou prestando apoio a quem de apoio precisa.

 

 Para a semana vou também começar um curso de desenvolvimento profissional (CPAD) que vai durar 10 semanas, e pelo meio ainda tenho de gerir a consultadoria, e os programas de Blended Learning em Singapura e Mauricias, preparar as aulas para o semestre que vem... A lista nunca mais acaba...

  

Por este andar, daqui a pouco estou a precisar de outras férias, porque com esta pedalada, em menos de um mês estou de rastos de novo...!

 

Boa acção da semana: doei £25 para o fundo de ajuda ao Haiti. Já fizeram a vossa parte?

 

19
Jan10

Férias felizes e a volta ao trabalho...!

Little Miss Sunshine

Cá estou eu de volta ao Reino Unido, e já tenho uma batelada de exames para corrigir, até quinta-feira,  entre reuniões para resolver questões com os cursos de Singapura e das Ilhas Mauricias... Mais... pelo meio,  ainda arranjar  tempo para planificar as aulas para o semestre que vem e prestar apoio a Consultadoria. Só voltei ao trabalho há dois dias, mas agora vejo bem aquilo que trabalho todos os dias naquela universidade! Foi só tirar um mês de férias para o meu trabalho acumular até ao tecto...

 

Este fim de semana nem sequer vou ter tempo para descansar porque tenho outros 20 trabalhos para corrigir, e na semana que vem vou começar um curso de desenvolvimento profissional (CPAD) que me vai durar 10 semanas, o que quer dizer que vou ter que me organizar bastante bem se quiser tirar o máximo proveito (e dinheiro) da minha situação profissional... E quem disse que quem corre por gosto não cansa, estáva enganado... Ando completamente partida, este ritmo de trabalho já não é para mim, a minha resistência já não é o que era... Mas adoro o que faço!  Só que...

 

*Suspiro*

 

...Nem acredito que estou aqui, de volta ao tempo cinzento e frio Inglês... Ainda na semana passada estava eu com o meu amor, no calor maravilhoso do Brasil, com a minha nova família, a trocar juras de amor eternas e alianças simbólicas dessas promessas... E agora, depois de uma passagem super rápida pelo carinho e amor da minha família em Portugal, entre tantas viagens e países, eis estou de volta à minha casinha inglesa - mas estou sózinha até o marido meter os papeis para o visto e vir-se juntar a mim.

 

As férias no Brasil foram tudo aquilo que eu imaginei e muito mais. Não há foto minha sem sorriso, porque enquanto lá estive fui amada, bem tratada, e descansei, relaxei, e aproveitei para ser feliz, vivendo um dia a seguir ao outro... Posso dizer que há muito tempo eu não me sentia assim. Agora resta esperar que saiam os papeis do cartório e que ele trate do Visto que é para podermos iniciar a nossa vida a dois. E eu mal posso esperar para que esse dia chegue...

 

Mas estou consciente de que pode demorar entre mês e meio a quatro meses, dependendo do dia em que o Visto saír  - e se não houverem contratempos, porque ele ficou mais do que devia neste país antes de voltar ao Brasil... Se demorar muito, não sei se vou conseguir ficar sem o ver tanto tempo... Desde que cheguei ao Reino Unido esta semana de que sinto mesmo muito a falta dele, e apesar de falarmos todos os dias pelo msn, e nos vermos na webcam, não é a mesma coisa que dormir abraçadinha a ele, com as nossas pernas entrançadas, entre beijinhos e carinhos...

 

Talvez por isso também, eu me tenha envolvido em tanto trabalho, porque sei que se estiver ocupada nem vou dar pelo tempo passar. Mato-me a trabalhar para chegar a casa cansada e aterrar na cama, na esperança que o dia seguinte venha mais depressa. E depois tenho as amigas que visitam, e ainda vou fazendo a lida da casa, tratando da Daisy e visitando a outra metade da família que está deste lado... Tudo isso ameniza um pouco a dôr que é começar um casamento separados pela distância de um oceano.

 

Ficam de seguida as fotos mais bonitas, para morrerem de inveja!

 

A minha cunhada e eu...

 

Passeando na Praia de Caiobá no Paraná.

 

Na praia de Matinhos, Paraná, com a minha cunhada linda!

 

Passagem de Ano com o maridão a.k.a. Mr. Brazil...

 

Passagem de ano com a família do maridão...!

 

Na praia mansa, Caiobá, a beber um dos meus maiores vícios: àgua de coco verde...!

 

A regressar à praia depois de um passeio de barco.

 

Em Curitiba, centro, perto da paragem de autocarro tão original!

 

Um beijo cúmplice...

 

Perto das Capivaras no parque do Barigui, Curitiba.

 

Felizes e descontraídos no Parque do Tanguá, Curitiba.

 

A vista espectacular do Parque do Tanguá, Curitiba.

 

Na Ópera de Arame, Curitiba.

 

Momentos de cumplicidade na Praça do Japão, Curitiba.

 

No jardim botânico, Curitiba.

 

Felicidade estampada...

 

Feliz... ! Jardim Botânico, Curitiba.

 

 

Album de Fotos No. 1 ----  AQUI !!

Album de Fotos No. 2 ---- AQUI !!

 

Fotos do nosso Casamento --- AQUI!!

 

18
Jan10

Regresso a 'casa'...

Little Miss Sunshine

Já estou de volta ao Reino Unido, e amanhã já vou trabalhar - e com as férias maravilhosas que eu tive, a vontade de voltar ao escritório não é muita. Ainda fica menor quando o marido, que ficou ainda no Brasil para resolver as papeladas para o visto, só pode vir lá para Março ou Abril...

 

Enfim.

 

 

Mas estou feliz, que é o que importa, e a distância é só mesmo temporária, porque logo, logo vamos poder estar juntos, se Deus quiser.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D