Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

27
Jul06

Um segredo no meu passado... e a promessa do Sid.

Little Miss Sunshine

É um segredo que me persegue todos os dias e que me faz querer estar com o meu ex e com mais ninguém. É um segredo que eu mantive desde Novembro e que nunca contei a ninguém...  Mas também não vou contar aqui porque é algo muito pessoal e porque me faz sofrer muito, muito...

Só quero esquecer.

A falta de apoio é uma coisa muito séria. A minha relação perdeu-se devido a este segredo, mas o mais grave é que a culpa é minha porque eu mantive este segredo só para mim. As pessoas que se preocuparam comigo tinham razão em se preocuparem - o que eu passei foi muito sério.

Mas não se preocupem... Eu estou aparentemente bem. Só no futuro poderei saber se houveram consequências ou não. Mas eu tenho esperança que não.

O elo que eu tenho com o meu ex-namorado é muito forte. O que eu vivi com ele eu não vivi com mais ninguém. O que eu sofri foi por ele. Mesmo que nós não terminemos juntos, pelo menos ele já não vive na ignorância. Quando lhe contei, chorei baba e ranho, tremi que nem varas verdes. Ele tocou-me na perna, tentou acalmar-me... Mas não conseguiu aguentar muito tempo...

Saiu disparado do meu quarto, disse que me ligava amanhã. "Se eu soubesse disso antes, as coisas poderiam ter sido diferentes", disse-me ele. Eu vi nos olhos dele que ele também estava a sofrer... mas mais pelo facto de eu lhe ter ocultado isto por tanto tempo.

Mas eu não contei a ninguém. Eu não contei a ninguém porque me deixa muito triste. Mesmo muito triste e em parte também muito envergonhada. A mim tudo isto me parece hoje uma espécie de sonho, parece-me que nunca aconteceu. Mas a verdade é que aconteceu e eu passei por tudo sózinha... porque eu quis, mas se ele me amasse mesmo, quando eu chorei e lhe pedi apoio, ele devia ter largado o projecto, as aulas em Oxford e a familia em Leamington Spa e vir para junto de mim... Umas horas bastavam.

SE ele tivesse feito isso, talvez hoje ainda estivessemos juntos. Eu fiquei fria com ele depois disso e daí até ao descalabro que foi, não demorou muito.

Mas olhem, não é só isso que me faz querer ficar com ele. Eu amo-o e isso devia de ser o bastante, entendem? Porque na minha vida eu nunca tive nada sem lutar muito pelo que queria, não sei porque é que eu espero que a minha vida afectiva seja muito diferente do meu dia-a-dia...

As coisas são mesmo assim... O que nos é dado nós nunca apreciamos mesmo, não é? Por isso, vou para Portugal e vou durante essas duas semanas lá, tentar ver o que posso eu fazer para reverter a situação. Eu adoro aquele gajo, ele é tudo para mim.

Outra pessoa muito importante para mim é o Sid. Ele é o meu amigo do coração... E a razão porque nunca me poderia envolver com ele tem a ver com o facto de que eu prezo muito a amizade dele e não quero fazer com que ele quebre a promessa que fez à mãe dele. A Mãe dele é o mundo dele, e eu acho que ele está a ficar muito próximo de mim. Ontem quase que passava a noite aqui. Foi-se embora às três da manhã e não parava de me acariciar o cabelo, de me abraçar e de encostar a cara linda dele na minha... Por isso hoje disse-lhe que precisava de espaço e que não nos podiamos ver com tanta frequência.

Ele não pode apaixonar-se por mim... e eu não quero que isso aconteça também. Ele tem de casar com uma rapariga indiana, escolhida pela mãe dele, porque é assim que tem de ser. Ele sabe disso, eu sei disso, e a comunidade dele também sabe disso. Não quero que ele perca um amor precioso como aquele que ele tem pela mãe dele e vice-versa.

Nunca seria bem visto. E eu quero o melhor para ele. Por isso mandei-lhe uma mensagem a dizer que não nos podiamos encontrar mais. Se ele fosse outro, com a raiva que eu estava por ter sido rejeitada, eu tinha de certeza tentado algo. Mas porque ele é o meu amigo do coração e porque há muita confusão na minha cabeça, se tivesse rolado um beijo eu estaria a sentir-me culpada, porque eu não tenho outras intenções com ele, só mesmo amizade.

E é assim, meus amigos... Eu não estou preparada para falar mais disto... Assim sendo, leiam e esqueçam. Este episódio da minha vida pertence ao passado e eu só o trouxe à tona porque já não aguentava mais. A minha panela de pressão tem o pipo a assobiar já e se eu não aliviasse a pressão, podia explodir.

Há males que vêm por bem... diz o povo. AhAh - as if!

3 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D