Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

02
Out06

Primeiro dia de aulas...

Little Miss Sunshine

... que é também o primeiro dia de aulas a que eu NÃO fui. A verdade é que eu preferi ficar em casa a comer chocolate com arroz tufado do ASDA e a cantar karaoke. Estou de férias do trabalho e era só uma aula - gestão - por isso fiquei em casa.

Hoje é também o primeiro dia de vivência em comum com o meu nino - se bem que ele já raramente ía a casa dele ( a não ser para ir buscar roupa ou gel de duche). O que aconteceu foi que básicamente ele e o amigo com quem ele dividia o quarto foram obrigados a mudarem-se da casa onde estavam.

O amigo dele ficou na casa de um outro amigo e ele ficou aqui comigo (claro que eu sugeri muito muito heheheh). Ele está a levar isto muito melhor que eu, para ser franca. Eu sei que passei metade da minha vida a reclamar que não era feliz, que não conseguia encontrar um príncipe para o meu conto de fadas que é a minha vida ( lol, oh sim!), etc, etc... Basta ler o meu blog de há uns meses para trás e só me arrepio...

Mas a verdade é que tê-lo aqui 24h/7 é assustador. A primeira coisa que tem de mudar é o espaço. Eu tive de deitar metade da minha roupa fora (dei tudo às caridades locais), depois tive de esvaziar metade do meu guarda roupa e meter tudo o que é de Verão em malas. Tive de esvaziar a parteleira das minhas camisolas e deixar espaço para ele pôr os sapatos dele, as camisolas e as malas.

No fim do dia, depois de arrastar móveis e criar um ambiente de estudo/ descanso, estava mais morta que viva. Estava mesmo partida. Ele é um amor, está super carinhoso, super meiguinho, feliz da vida. Faz-me feliz vê-lo assim... Hoje ligou-me às 8h30 só para me dizer que tinha saudades minhas e que saía do trabalho às 14h.

Sempre que se vai embora mais cedo que eu, beija-me a face, puxa-me o edredon e aconchega-me e lá vai ele, feliz da vida, para o trabalhito dele. O meu coração enche-se de amor quando penso nestas coisas e eu sei que nós temos tudo para dar certo, se eu não me acobardar.

A minha melhor amiga, que me conhece desde o ciclo preparatório disse-me no outro dia qualquer coisa como: "vocês têm tudo para dar certo, se tu perderes esse medo de te comprometer!".

Eu sempre pensei que os gajos é que tinham medo de compromisso, mas pelos vistos eu também tenho... Um pouco. A verdade é que eu sempre fui muito independente, mesmo nas relações eu dependia dos gajos mas a verdade é que tudo era uma fachada, não era real. Senão, como explico o facto de curar as minhas desilusões de amor em poucas semanas?

Está bem, também era porque eu não gostava assim lá muito deles, mas então se esse era o caso porque raio me envolvia eu com eles? - Sinceramente eu também não sei. Um amigo meu muito especial disse-me hoje que eu gosto de um gajo que me chicote volta e meia... Claro que ele estava a usar uma metáfora. O que ele queria dizer é que quando as coisas ficam demasiado fáceis eu pulo fora.

Eu gosto do desafio, do sofrimento que advém desse desafio, tudo isso me faz forte, tudo isso me torna cada vez mais determinada. E eu sempre fui teimosa, e quando meto na cabeça uma  coisa, só desisto quando a consigo - normalmente com muito trabalho envolvido pelo meio.

Eu nunca fui de aceitar o que me é dado sem questionar, normalmente por detrás há sempre algo mais. A vida ensinou-me que nada acontece por acaso e eu acho que o Sid apareceu na minha vida para me ensinar que afinal as coisas podem não ter motivos escondidos por trás para nos acontecerem.

Eu já estava fartinha de andar a levar tantas "chicotadas", e o Sid é tudo o que eu não tive dos outros gajos com quem eu saí. Tive algumas relações sérias, mas havia sempre qualquer coisa... E desde que eu estou com o Sid as coisas simplesmente acontecem - e normalmente a um ritmo alucinante.

Não é que eu não esteja feliz, tanta questão vocês podem pensar que eu se calhar aténem estou satisfeita - mas eu estou... Estou feliz mesmo, mas tenho dúvidas. Acho que qualquer pessoa passa por isso, não? E nós estamos juntos há 3 meses apenas. Eu sei que a situação dele aqui é provisória, ele fica um mès comigo só até arranjar casa e depois muda-se para o espaço dele...

O problema é... e se eu depois não quiser que ele vá? Posso querer que ele se mude, mas pode dar-se o contrário, e depois? Será andar de cavalo para burro? Será que eu quero o meu príncipe indiano longe de mim depois?

Bem... vou sair. Vou ver se apanho um pouco de ar e gastar dinheirinho que faz falta, porque últimamente é só o que eu sei fazer... (vou-me inscrever no ginásio local!hehehe O Sid e dois housemates estão lá inscritos, por isso se não for com um vou com os outros!)

Jokas.

1 comentário

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D