Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

05
Abr06

O que não é amor?...

Little Miss Sunshine

Por vezes não pensamos muito na situação em que nos encontramos, especialmente se essa situação envolve emoções. No entanto, há certas fantasias que nós criamos para nos iludirmos e não aceitarmos a realidade.

Quando uma pessoa é a pessoa certa para nós, eu acredito que nós sabemos logo. E se não sabemos logo, então não é a pessoa certa. Sujeitamo-nos muitas vezes a situações que nos fazem doer a alma somente porque não queremos que à dor da alma também se junte a dor no peito.

Mas será que essa é mesmo a solução? Ou estaremos nós a remar contra a corrente somente pelo prazer da desgraça? Ou será o desafio? Se calhar não gostamos de perder. Por isso é que é importante acordar para a realidade e enfrentar sem medos o nosso verdadeiro eu.

Basta perguntar: és feliz?

No outro dia descobri que nunca amei. E fiquei com medo. Nunca amei na minha vida. Muitas vezes pensei que sim, que tinha amado, mas da mesma maneira que veio, também se foi.

Por isso, quando li um e-mail que uma amiga minha me mandou, reconheci muitas coisas lá que se tinham passado comigo. Agora sei que eu não amei. Não porque a minha psicóloga me disse, mas porque eu própria descobri isso dentro de mim.

                                                                ***

"Já se falou tanto em Amor, Amizade e Paixão...

Que tal falarmos do que não é Amor? Se precisas de alguém para ser feliz, isso não é amor. É carência. Se tens ciúme, insegurança e fazes qualquer coisa para conservar alguém ao teu lado, mesmo sabendo que não és amada(o), e ainda dizes que confias nessa pessoa, mas não nos outros, que te parecem todos rivais, isso não é amor. É falta de amor próprio.

Se acreditas que "ruim com ela(e), pior sem ela(e) ", e a tua vida fica vazia sem essa pessoa; não consegues te imaginar sozinho e mantens um relacionamento que já acabou só porque não tens vida própria - existes em função do outro - isso não é amor. É dependência.

Se achas que o ser amado te pertence; sentes-te dono(a) e senhor(a) da sua vida e do seu corpo; não lhe dás o direito de se expressar, de ter escolhas, só para afirmar o teu domínio, isso não é amor. É egoísmo.

Se não sentes desejo; não te realizas sexualmente; preferes nem ter relações sexuais com essa pessoa, porém sentes algum prazer em estar ao lado dela, isso não é amor. É amizade.

Se vocês discutem por qualquer motivo; morrem de ciúmes um do outro e brigam por qualquer coisa; nem sempre fazem os mesmos planos; discordam em diversas situações; não gostam de fazer as mesmas coisas ou ir aos mesmos lugares, mas sexualmente combinam perfeitamente, isso não é amor. É desejo.

Se o teu coração palpita mais forte; o suor torna-se intenso; a tua temperatura sobe e desce vertiginosamente, apenas em pensar na outra pessoa, isso não é amor. É paixão.

Um pai disse um dia para a filha:

"- Filha... vais encontrar três tipos de pessoa na tua vida: um amigo, aquela pessoa que terás sempre em grande estima, que sabes que poderás contar sempre com ela; que bastará insinuares que estás precisando de ajuda e a ajuda está sendo dada;

- Um amante, aquela pessoa que faz o teu coração pulsar; que fará com que flutues e nada importará quando vocês estiverem juntos;

- Uma paixão, aquela pessoa que amarás, desejarás incondicionalmente, às vezes nem te importando se ela te quer ou não, e talvez ela nem fique sabendo disso. Mas, se conseguires reunir essa três pessoas numa só - podes ter certeza, minha filha: ENCONTRASTE A FELICIDADE."

Viva ao Amor !!

P.S.- Agora, sabendo o que não é amor, fica mais fácil analisar, verificar o que está acontecendo e procurar resolver a situação. Ou te programares para atrair alguém por quem sintas carinho e desejo; que sinta o mesmo por ti, para que possam construir um relacionamento equilibrado no qual haja, aí sim, o verdadeiro e eterno amor."

 

Um beijinho à minha amiga Cristina!

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D