Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

23
Fev07

Crise Financeira Instalada...

Little Miss Sunshine

Hoje tive um dia de evolução lenta e ontem ainda tive um choque ao ver que a minha conta à ordem foi debitada de £38 para uma taxa de Paypal, ficando a descoberto por £6. Quando fui ao banco, os gajos tiverm a lata de me dizer que a taxa cobrada é relativa a um item que eu comprei através do EBay e que, por não ter fundos na conta, voltou para trás. Ok... estaria tudo bem se nesse mesmo dia eu não tivesse posto um cheque de £40 na conta. Estaria tudo bem se eu não tivesse cartão de crédito deles com contas em dia. Estaria tudo bem se na conta poupança (ligada à conta à ordem) eu não tivesse cerca de £500!!!!  Estaria tudo bem se a conta à ordem que eu estou para aqui a falar não tivesse domiciliação de ordenado!!!

Resumindo: se eu já estou para aqui a stressar que a minha senhoria da casa antiga não me queria pagar o meu depósito (mas já pagou metade e vai pagar mais ainda nos dias que se seguem após eu ameaçar com leis e tribunal), o meu banco, com o qual trabalho há quase 3 anos (desde que cheguei ao Reini Unido), em vez de permitir um descoberto temporário para o pagamento do item e evitar a dita taxa, cobrou-me o raio da taxa e levou-me o dinheiro todo que eu tinha recebido na passada quarta-feira no meu emprego no.2, e que me tomou o dia todo, entre transportes, o dito trabalho e transportes de regresso!!!

Lá foi aqui a je escrever uma cartinha, desta vez ao gerente da minha agencia, citando termos de utilização e excepções, e ameaçando cancelar todos e quaisquer serviços se a taxa não me fosse reembolsada.  Assim sendo, caso não obtenha o pretendido reembolso, vou fechar a conta à ordem, a conta poupança, cancelar o cartão de crédito e ainda espalhar a palávra aos meus amigos de que o banco "tal" discrimina os clientes que são estudantes, humildes e  honestos, porque aposto que se eu tivesse um balanço anual de um milhão de libras ou mais, eles pagavam sem problemas.

Assim, por £12 libras de compras, perdi cerca de £50, o que equivale a comida para o mês todo, ou viagens para o trabalho durante mês e meio (porque eu tenho de ir de autocarro, não é?)... Isto tudo tem-me deixado devastada, nem tenho pegado na tese e segunda tenho reunião com o supervisor. No trabalho as coisas não estão melhores e a falta de staff está a sobrecarregar-me a maior parte do horário. Ando cansada, desmotivada, porque me parece que tenho de lutar para alcançar tudo, mesmo para ter o que é meu de direito tenho de lutar tanto, tanto.

Quando chego à altura de ir para a cama e encosto a cabeça na almofada, penso que Portugal está a uma semana de distância e que a vida não se resume só a dinheiro, apesar de ser importante. Verdade, verdadinha é que com isto o meu namorado, que "inoficialmente" já mora comigo , quer formalisar a relação e passar a morar comigo de forma oficial (isto é, figurando no contracto de arrendamento do quarto como inquilino em regime de partilha comigo).

Isso vai permitir que paguemos menos ainda de renda, o que nos deixa livres para podermos começar a poupar para irmos a Portugal no Verão e à India em Outubro. Também planeamos poupar para um carro e para o meu masters/ mestrado, que deverei inicializar só para Janeiro/Fevereiro de 2008.

Se tudo correr bem, acabo o curso daqui a uns meses e depois posso começar a procurar um emprego mais estável, o que me vai garantir o triplo do meu rendimento habitual... O meu namorado diz que eu é só planos e contas... Eu é que meto a ordem na relação... e Estava aqui a rever o meu texto e acho que é verdade... Este paleio todo de como manter as contas equilibradas... é triste, mas é a realidade... E das coisas boas que o meu pai me ensinou, uma delas foi que a vida nem sempre corre da mesma maneira, que às vezes a vida também nos prega partidas, e por isso mesmo mais vale prevenir que remediar. A melhor forma é mesmo pensar à frente, e poupar, poupar muito.

Bolas... E agora a motivação? É que isto tudo, parecendo que não, é como carregar um muro de betão nas minha cabeça... É muito pesado e enterra-me em tristezas. Tenho de aprender a encarar o lado espiritual da vida, diz o meu nino... Pois é... talvez é esse o meu mal. Levo tudo demasiado a sério e depois rebento... Um bocado como uma panela de pressão.

Tenho de arranjar mais tempo para ir ao Yoga e fazer meditação. Encontrar a minha alegria de viver. Encontrar a minha fé em mim mesma e nos outros. E ser optimista.

Ok... consulta de Psiquiatria procura-se... URGENTE!

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2005
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2004
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D