Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

14
Mai13

Dia de N. Sra. de Fátima abençoado...

Little Miss Sunshine
Ontem foi um dia cheio de oportunidades inesperadas. Arranjei emprego para o Verão e possível prolongamento depois disso, ao fim de semana. À tarde, foi-me oferecido um contracto fraccional na Universidade. O trabalho no fim de semana é com a Nespresso, o trabalho da universidade é para o departamento de gestão e chefia organisacional. Este último não aceitei logo, pedi uma semana para pensar no assunto, porque vai afectar o tópico de um possível PhD, o qual espero começar já em Setembro se tudo correr bem. Estou feliz porque em termos de trabalho tudo se começa a compôr. Na saúde é que as coisas andam abananadas e nem vou falar no meu casamento pois já chega o desabafo de ontem. Hoje apanhei um susto, deu-me uma dôr no peito e tive de chamar o 999. Estava sózinha em casa com a bebé, tinha chegado do trabalho e deu-me uma dôr tão violenta no peito esquerdo que nem conseguia respirar. Demorou quase 20 minutos a passar, mas os para-médicos chegaram e fizeram-me logo dois ECG, mediram a minha tensão, o açucar e oxigénio no sangue. Como eu estava estabilizada e a dor passou, mandaram-me ir ao médico amanhã para marcar exames mais rigorosos de forma a garantir que o coração está bem e os pulmões também. Isto de andar a carregar com casa e filha as costas, e ainda assegurar o meu emprego, dá cabo de mim. Não tenho ajudas e tenho de me começar a habituar, pois cada dia que passa menos vontade tenho de estar casada, mais desejo tenho de fechar a porta que me magoa e é só desse impulso que eu previso para abrir a janela e me libertar do que tem sido ultimamente uma prisão para mim.

Está quase. Tenho fé de que em Setembro a minha vida já esteja mais recomposta, com dívidas pagas e sonhos mais próximos de alcançar.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D