Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

17
Nov08

Muitas novidades boooooas!

Little Miss Sunshine

São tantas, e tão boas, que nem sei por onde começar...

 

Bem, vamos começar pelo Mestrado. Aceitei a oferta do Mestrado de Computer Science. Achei que era uma oportunidade a não perder. Claro que logo a seguir mandei um apelo à minha família, para que as prendas de Natal sejam convertidas em dinheirinho. Apesar de ainda não saber que nota tive na minha tese final em Marketing, sei que não estou muito longe de um mérito, e por isso estou confiante... As notas finais vão ser lançadas no dia 28 de Novembro, sexta-feira.

 

Entretanto, candidatei-me a professora da universidade, para a disciplina de Marketing - não sei se já tinha partilhado esta informação com vocês antes, mas é verdade! Também me candidatei a Lead researcher na consultadoria, onde trabalho desde Março. As vagas abriram ao mesmo tempo para ambos os cargos, e se bem que o meu objectivo para já  é a vaga de Lead researcher, achei por bem expressar a minha vontade de leccionar perante quem de direito...

 

Hoje os responsáveis pelas vagas de professor de markerting foram ao escritório e 'raptaram-me' para uma 'entrevista informal' para a vaga que eu me candidatei. Por sorte estáva nos meus dias bons, até tinha posto maquilhagem - coisa rara últimamente, porque chegando ao fim do dia tenho mesmo preguiça de tirá-la e assim prefiro não usar...  'Anyway', a entrevista acabou por se tornar interessante para os entrevistadores, e eu mantive-me o mais 'cool' possível, mas por dentro estáva a tremer que nem varas verdes.

 

Na entrevista foram-me dizendo que apesar de interessante, o meu CV não tem nenhuma experiência de ensino e eu não pude negar esse facto... No entanto, foi-me sugerido o seguinte... Que eu contacte os meus professores e, caso eles necessitem de ajuda para dar os 'tutorials' (aulas práticas), me chamem para tal.  Assim sendo, hoje fui falar com a minha antiga professora de Marketing Research, com o meu supervisor de tese e com o meu ex-professor de marketing across cultures.

 

Resultado: no dia 28 de Novembro vou leccionar o meu primeiro 'tutorial'!!!! AAAAAHHHHHH!

 

E em Setembro que vem, se as coisas correrem bem e se obtiver um bom feedback de professores e alunos, há grandes probabilidades de eu aterrar num lugar de professora, em que o mínimo ordenado oscila entre as 28,000 e as 30,000 libras por ano.

 

Mais, posso continuar a trabalhar na consultadoria, e posso continuar o meu Mestrado em computer science sem complicações.

 

O Sid também já submeteu os papeis para o 'work permit' e assim que o passaporte dele chegar do Home Office, vamos meter os papeis para o nosso casamento. Nesta altura estamos só à espera da confirmação astral que vem da India, para saber se a data é apropriada ou não. Escolhemos o dia 21 de Março, porque até lá o Sid já deve de ter arranjado um trabalho decente a full-time, e pode ser que dê para juntar mais um dinheirinho.

 

A cerimónia não vai ser nada de especial, vai ser no registo, e duvido que consiga ter aqui a minha família toda, porque o meu mano também casa em Junho e acho que toda a gente investiu muito mais no casamento dele, porque é perto, e agora vai ser complicado pagar um vôo de ida e volta só para me verem assinar num livro de registo...

 

***

 

Às vezes sinto mesmo que a minha família se esquece que eu estou longe, e apesar de não dizer, às vezes também gostava de um bocadinho de ajuda de vez em quando - lá porque eu nunca peço não quer dizer que as coisas andem sobre rodas a 100% constantemente. Tenho 30 anos e moro num quarto com o meu noivo... Só com isso já dá para ver que não andamos a nadar em dinheiro...  E apesar das coisas começarem a melhorar, ando um bocado deprimida porque é raro lembrarem-se de mim... Passo semanas sem saber de ninguém, e se não meter conversa com eles, eles também não metem conversa comigo...

 

Eu até investi em saldo no skype, mas não vale a pena se é sempre o mesmo a gastar... Juro que às vezes sinto que eles me cortaram da vida deles - se bem que não totalmente, mas é como aquele ditado: longe da vista, longe do coração...

 

***

 

Enfim, não vamos estragar este post com coisas menos boas. Estou super feliz pela possibilidade de leccionar e para o próximo semestre vou mesmo estar sem mãos a medir.

 

Este fim de semana tenho também os testes para a polícia em regime de voluntariado e estou um pouco intimidada com isso, mas nada que não se faça. Afinal, já estive na força aérea!!!

 

Bem, time to go. Tenho mesmo de ir agora, a minha housemate tuga faz 31 anos e vamos soprar as velinhas com ela. Desejem-me sorte para estas semanas!

11
Set08

Mission Accomplished... E agora!?

Little Miss Sunshine

 

Momentos antes da entrega oficial da tese de mestrado.

Foram 120 páginas!

 

 Depois de uma ausência impossível de contornar (muitas palavrinhas para escrever), estou de volta ao mundo do meu Blog. A todos os meus amigos que se preocuparam pela minha falta de contacto, a razão é pura e simples: tese, tese, e mais tese.

 

Não bloqueei ninguém, simplesmente estive muito ocupadita - tão ocupadita que nem para  ligar o messenger deu tempo. Mas pronto, acabou o stress. Penso que estou oficialmente mestra em Marketing. E agora, vem a questão da praxe... O que é que eu vou fazer a seguir?

 

Durante este fim de semana vou descansar e tentar divertir-me, fazer as coisas que gosto e construir uns websites pelo meio... Segunda-feira estou de volta ao trabalho e desta vez o compromisso é permanente e full-time. Para mim é um alívio, porque trabalhar em full-time dá-me certamente um desafogo financeiro, e eu bem preciso.

 

Começam a desenhar-se no horizonte objectivos mais concretos, como um apartamento só para mim, um carrinho... um computador novo... O rapaz quer que eu vá à India também, mas eu meter-me num avião para a India vai lá vai... Vou ter de tomar muitos calmantes...

 

A verdade é que eu ando bem desorientada. Não sei por onde começar.

 

Andei quase dois meses a deixar tudo para 'depois da tese,' que agora dou de caras com uma lista infindável de 'to-dos' (em português, 'afazeres') e um vazio estranho... Como se a luta tivesse chegado ao fim e já não houvesse mais nada a não ser silêncio... Eu senti-me assim entre o fim do meu curso e o princípio do mestrado... Mas pensava que isso me tinha vacinado.

 

Nesta altura vou aproveitar para investir na minha carreira na universidade, mas vou procurando algo mais de acordo com os meus gostos. Não é que eu não goste de trabalhar lá, mas eu quero algo muito mais relacionado com 'web' marketing e menos com consultadoria e pesquisa de marketing. O que interessa é manter a cabeça sempre com o sentido nas nossas aptidões e esperar...

 

Passamos a vida a esperar... E eu não sou nada paciente. É sempre tudo para ontem. Gostava de saber de quem é que eu herdei isto! É uma sina! Enfim, vou por a pizza no forno. Sim, hoje mereço comer mal e porcamente! Andei num buraco escondida, que nem a cabeça me aparecia! Agora, a caracoleta sai de casa... 

14
Jul08

Comecei a minha empresa...

Little Miss Sunshine

Como estou cotada como trabalhadora por conta própria nas finanças daqui, decidi abrir a minha empresa de consultadoria para online/ web marketing. E as coisas começam a compôr-se. Já tenho o meu website profissional 100% 'up and running', e agora é só começar a estabelecer contactos e espalhar a palávra. Um trabalho básico de consultadoria pode custar entre 2,000 e 12,000 libras por projecto - depende do cliente.

 

O mais certo é isto não dar em nada... Mas se der... pelo menos tira-me do sufoco financeiro que é a vida de um estudante aqui no Reino Unido.

 

Para quem quiser espreitar,

 

 

Site de Consultadoria

 

Está em Inglês.

 

Precisava de me manter ocupada. Ando mesmo em baixo porque cheguei à conclusão que o tempo não volta para trás e o que está perdido, perdido está. Mesmo que isso corroa o coração. Quero muito enterrar o passado e poder seguir em frente. Maldita fotografia. Mexeu comigo. Palávra de honra...

07
Jan08

Dia de Teste: DMM / Contabilidade

Little Miss Sunshine
Mas para que é que uma pessoa de Marketing precisa de aprender raio de contabilidade? Aquilo é matemática camuflada por fórmulas!!! UM HORROR! Hoje estou assim...



Estudei o que pude... E francamente não me parece que os resultados vão ser lá muito bons... O mais importante sei fazer. Memorizei umas quantas fórmulas, condensei definições e teorias e olhem, seja o que Deus quiser - As cartas da Maya dizem que esta semana o ºMundoº está a meus pés, por isso vamos fiar nos astros...

Depois do teste tenho um trabalho de grupo para começar e acabar antes de quarta-feira (para entregar sexta-feira), porque na segunda-feira tenho outro trabalho para entregar e esse vai-me demorar uma catrefada de tempo para fazer porque é um relatório sobre a viabilidade de uma companhia Inglesa (HMV) determinada através de balancetes e rácios...

No fim de semana estou a trabalhar por isso -der por onde der- tenho de acabar tudinho esta semana (se quiser passar o fim de semana sem grandes stresses, até porque a semana que vem vai ser de descanso! - pausa de semestre...)... Estou de rastos, mas para a frente é que é o caminho e não vale de nada lamentar-me porque se embarquei nisto foi por minha vontade!

E sim, já me passou pela cabeça - tantas vezes - desistir... só que essa palavra é lixada e não existe no meu dicionário de acção - só mesmo no de conceitos. Por isso resta-me aguentar à bronca e deixar andar... Mas que isto é lixado, possa, acreditem! E as saudades não me deixam em paz - a meu ver isso, de tudo o resto - é mesmo o pior. Boa noite.
17
Nov07

Marketing do amor

Little Miss Sunshine

Há técnicas que podem ser aplicadas, com sucesso, na sua relação. Conheça os truques fáceis... e eficazes!

Se gere a sua casa como se fosse uma empresa, com orçamento e encargos repartidos, se tem um plano de actividades e de trabalho para toda a família, por que não dar mais um passo no mundo da gestão e passar a tratar a sua relação como um produto?

 

Um produto que deve ser estudado e trabalhado, para o qual devem ser delineados objectivos e um plano de marketing, com o propósito de transformar a relação num chamado produto-estrela.

 

Esse é o conceito que presidiu à escrita do livro «Márketing de pareja – las mejores técnicas de márketing para convertir tu relación en un producto estrella», um bestseller em Espanha, ainda sem tradução nem edição em português.

 

David Suriol e Miguel Janer, ambos jornalistas (o primeiro também empresário e o segundo escritor), são os autores deste livro (Ediciones Granica) que demonstra que, se uma boa campanha de marketing é capaz de converter um bom produto num êxito, pode fazer o mesmo no campo afectivo.

 

Os destinatários são casais com cinco ou mais anos de relação que sintam os efeitos da rotina, «o pior inimigo da relação que chega quando não se estabelece nenhum plano concreto de trabalho», segundo eles.

 

Truques e compromissos

Recuperar ou manter o brilho inicial da relação e conseguir que ambos os elementos do casal trabalhem com objectivos comuns são duas metas desta obra.

 

O ponto de partida, como explica David Suriol à saber viver, é assumir o casal como uma unidade (e não a soma de um mais um!) e indissolúvel, «senão, em que é que estamos a pensar? Que a nossa relação é temporária?».

 

A individualidade de cada um não se deve perder, mas cada um deve saber «que faz parte de um projecto formado livremente por duas pessoas». Este produto tem de se aperfeiçoar todos os dias, garante o especialista em estratégias de marketing e comunicação.

 

E qual a melhor forma de manter um casal operacional? «Ter um plano», responde rapidamente. O casal deve então, em conjunto, e recorrendo à análise de marketing conhecida por SWOT (strengths, weaknesses, opportunities and threaths), avaliar os pontos fortes, pontos fracos, oportunidades e ameaças que desafiam o seu produto.

 

Para saber como deve fazer essa análise, clique aqui.

 

«Essa avaliação é como o GPS da relação», sintetiza David Suriol, que indica ainda que a esta análise deverá seguir-se o delinear da estratégia e dos objectivos a curto e médio prazo.

 

Política de comunicação

A falta de comunicação, seja a real troca de palavras ou de gestos cúmplices, é também grande inimiga do casal e a principal causa de separação, quando um ou os dois membros do casal são meros espectadores.

 

Como nas empresas, para o casal funcionar bem é fundamental que haja uma boa estratégia de comunicação.

 

Aqui têm de ser imaginativos, uma vez que devem operacionalizar a comunicação interna e externa, as campanhas de publicidade, teasers e a comunicação de crise.

 

Um plano de distribuição também é obrigatório, gerindo as prioridades, o tempo e o espaço entre o casal... Como frisa o autor, «todos os dias têm de conversar».

 

E os filhos? «Os filhos não são parte do casal, são frutos do casal», pelo que «temos de definir limites claros».

 

«É muito aconselhável fazer um plano de marketing para a relação», sendo que isso significa «recuperar o senso comum das gerações anteriores com uma linguagem mais moderna. Mas em conjunto. Se numa empresa não se deixa o director de marketing fazer tudo o que quer, num casal isso também não pode acontecer. O plano deve ser consensual e os objectivos definidos por ambas as partes», sublinha.

 

 

Estratégia de marketing

Saiba como a implementar... a dois!

Missão

É o que define uma empresa: o que produz e como, e a quem quer vender o produto. Os dois elementos do casal devem definir, à partida, o que querem ser enquanto casal e os seus objectivos.

 

Não é fácil, mas deve conseguir fazê-lo num parágrafo, como se de um objecto social de uma empresa se tratasse (como diria um empresário, «a minha empresa importa e vende roupa de criança»).

Produto

Não é só o bem ou serviço, criando-se uma relação idealmente duradoura entre a empresa e o cliente. No casal, é muito mais do que o intercâmbio de «bens» entre duas pessoas (carinho, compreensão, companhia, sexo...).

 

O produto é a relação e essa tem de funcionar bem, e cada vez melhor. Os dois elementos do casal têm de trabalhar para o mesmo objectivo.

Comunicação

Para que os produtos sejam reconhecidos (comprados e tenham êxito) é necessária uma boa campanha de imagem e comunicação. O mesmo se passa com a relação conjugal.

 

Para converter o casal num produto-estrela, têm de ser delineadas campanhas de comunicação interna e externa.

Distribuição

Para chegar aos seus consumidores, o produto precisa de uma boa rede de distribuição.

Fazendo a analogia, o casal precisa de distribuir adequadamente o seu tempo, o espaço de cada um, as prioridades e uma boa política de contrapartidas.

 

Texto: Joana Andrade com David Suriol (co-autor do livro Márketing de pareja)

 

in http://mulher.sapo.pt/saberviver/artigos/emocao/779705.html

 


 

Como diria um antigo e ja falecido jornalista... E ESTA, HEIN???

16
Out07

Ando cheia de trabalho(s)!

Little Miss Sunshine

Quase não respiro. Ando a saltitar entre trabalhos (profissionais e académicos), e o stress começa a acumular. Estive a elaborar o plano de acção para este semestre e quase que fazia um Diagrama de Gantt... São oito trabalhos, incluindo já os trabalhos de grupo e as apresentações, os 'In-class tests' e os relatórios financeiros, de pesquisa, etc, etc, etc...

 

Amanhã começo cedo com as aulas e acabo no trabalho ao fim do dia, porque me telefonaram hoje às nove da noite a perguntar se eu me importava de fazer um turno amanhã...! Oh meus amigos, eu a queixar-me que não me dão horas, ía agora lá rejeitar este turno! Não sou maluca! Tenho de pagar a renda, não é?

 

O mais que tudo anda numa de estudo compulsivo e agora raramente o vejo também. Quando não está a trabalhar até às tantas da noite, está encafoado no quarto dele a ler e a fazer exercícios. Ele está a adorar o mestrado... Eu gostava de ter metade da motivação que ele tem para fazer o meu.

 

Enfim, não devia de ser tão mázinha... A verdade é que me está a custar a entrar um pouco no campo de estudo do meu Mestrado, pronto - é só isso! Até porque durante a minha licenciatura tive a oportunidade de falar de tudo o que eles estão agora a regurgitar nas aulas, e portanto, se algumas coisas me soam totalmente a novo, outras nem tanto e já tive oportunidade de fazer um brilharete na aula de Pesquisas para Praticantes de Marketing (Research for Marketing Practitioners).

 

No geral até estou a gostar, mas não quero admitir, porque se as coisas correrem para o torto, pelo menos o coração não sofre tanto que já vai preparado. Eu sei, teoria do pessimismo acelerado - sou eu, euzinha da silva, e esta filosofia pode dar cabelo branco e criar ruguinha na testa, mas pelo menos não alimenta ilusões exarcebadas e faz com que eu ande rasteirinha ao chão (em vez de andar nas nuvens, algo que por acaso me acontece volta e meia).

 

Bom, chega de disparates. Vou dormir que se faz tarde e amanhã tenho (mais) um dia cheio.

 

P.S. É verdade! Hoje fui fazer aqueles trabalhos do 'Mistery Shopper'! Foi super engraçado! andei a debitar informação para o meu telemóvel em português e às páginas tantas, quando fui a escrever os relatórios, não percebia patavina do que tinha gravado! Segunda-feira tenho outro trabalho, que pode demorar até uma hora, mas pagam £10! Ah rico dinheirinho...

 

 

 

 

20
Set07

Inscrição...

Little Miss Sunshine

Está tudo pronto para fazer a inscrição na Uni. Em princípio vou pagar as propinas hoje, e amanhã lá vou eu passar duas horinhas no LRC (Learning Resources Centre - ou Biblioteca) a tratar do meu 'enrolment' para o Mestrado.

 

Pensei muitas vezes que não chegaria a este ponto. Pensei muitas vezes que seria mais fácil desistir e fazer outra coisa qualquer, arranjar um trabalho a sério, começar a minha carreira... Mas o namorado sempre teve fé de que este dia chegaria, e agora eu ando em pulgas para poder começar o mestrado!

 

Esta semana deram-me folga no trabalho também, o que tem sido excelente para descansar e colocar os níveis de energia em alta. Os amigos tugas começam a chegar de Portugal, e as coisas começam lentamente a compôr-se.

 

Vou fazer mestrado em Marketing. Quem diria... Estes anos todos a fugir das vendas - porque convenhamos, eu não sou grande vendedora - para acabar a fazer um mestrado em Marketing. E tudo isto porque nos três anos do meu curso eu tive a oportunidade de aprender um pouco dessa disciplina, e a facilidade com que eu desenvolvi um amor por essa mesma disciplina ditou e vai ditar todo o meu futuro daqui para a frente.

 

Quando tem de ser... é...

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D