Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

E o céu azul brilhará...

Diário de uma académica portuguesa em Londres

17
Fev10

Amanhã...

Little Miss Sunshine

Amanhã é o meu dia mais cheio. Começo cedo, às 9h00 da manhã, a dar aulas de 'Psicologia e Comportamento do Consumidor'. Duas horas, duas turmas. Depois tenho uma hora de descanso antes de ir para os 'Exam Boards', onde vou substituir uma colega que não pode estar presente. Os 'Exam Boards' são uma espécie de conselho de professores séniores que confirmam as notas dos estudantes e as lançam oficialmente.

 

Estes 'Boards' podem demorar 4-5 horas dependendo do número de cadeiras que têm de ser discutidas e das irregularidades das notas escolares que possam existir.

 

Depois dos 'Boards' tenho de ir a correr dar 3 horas de 'Marketing para as Indústrias Creativas & Culturais'. São três turmas e a sala está a abarrotar nas três horas. Enquanto vou estar a leccionar, o meu marido vai estar lá no Rio de Janeiro (que inveja!) a entregar os papeis dele (e os meus) para o visto.

 

Se tudo correr bem, logo, logo ele vai estar aqui comigo - e eu mal posso esperar por esse dia!!! Sinto que já esperei tanto, e o tempo às vezes parece estar parado mesmo... Mas sei que amanhã vai passar bem depressinha e estou desejando chegar ao fim do dia, para poder encomendar a minha pizza, e descansar em antecipação ao fim de semana.

 

Hoje era para ter ido ver o Avatar em 3D com o pessoal do trabalho, mas quer acreditem quer não, chegámos lá e estáva esgotado. Acabámos todos a jantar fora, o que foi um rombo para as minhas finanças... mas enfim, eu precisava deste tempo de sociabilização porque ultimamente nada me tira de casa - só mesmo a falta de comida (que me obriga a ir ao ASDA) e o trabalho!!

 

E agora estou com uma pedra de sono que nem me apetece rever os conteúdos dos materiais de discussão para as aulas da manhã... Acho que me vou deitar cedinho, e acordar cedinho amanhã para ainda poder fazer isso antes das aulas.

 

E é assim... a vida vai correndo, preenchida de afazeres e obrigações... e a espera torna-se parte integrante do dia a dia, mas sem as normais repercussões negativas de um dia sem nada para fazer...

15
Fev10

A solidão de certos dias...

Little Miss Sunshine

Hoje é um dia difícil. Provavelmente porque passei o dia de ontem sózinha, parece que o dia de ontem continua no dia de hoje... Ando cansada porque ando a trabalhar demais para não pensar no tempo. Ando triste, farta desta distância e desta condição de dependência de prazos, tempos, e leis.

 

Se tudo correr bem, o meu marido vai estar aqui comigo a partir do dia 12 de Março. Dia 18 de Fevereiro ele vai meter os papeis para o EEA Family Permit no Rio de Janeiro, e segundo os resultados da minha investigação, o visto demora 5 dias a saír se tudo estiver em conformidade. Nesta altura ele está no interior do Paraná, com pouco acesso à internet, e eu ando já a bater com a cabeça nas paredes. Nunca me senti tão sózinha. Entra o dia e sai o dia, e eu não falo com ninguém... Só com o pessoal da universidade e pouco mais.

 

 

SOLIDÃO MATA quando consumida em excesso.

 

E eu, ultimamente, tenho tido tanto tempo sózinha que começo a falar sózinha, chorar sózinha, não como nada, e só quero dormir e trabalhar. Trabalho, trabalho muito, para não pensar no vazio do meu peito cada vez que meto a chave à porta e a casa tem uma gata que nem se levanta para me vir dizer olá tirando quando tem fome.Trabalho longas horas para chegar a casa já de noite, ver um pouco de tv, ainda trabalho mais um pouco e vou-me deitar já na esperança de que a semana passe a correr, porque cada hora parece um dia, e cada dia parece um mês.

 

Não é que eu esteja dependente do meu marido para viver ou ser feliz - porque não estou. Sempre demos bastante liberdade um ao outro, sempre fizemos o que queremos. dentro dos limites do razoável... mas desde que estou longe dele, e de todos aqueles que eu amo, tenho dias em que realmente só me apetece fechar dentro de um armário e ficar lá no cantinho, no escuro, no vazio, no silêncio, como se não existisse.

 

Há dias assim, dias em que as lágrimas escorrem, dias em que as palávras não existem nem saiem, dias em que a solidão corrói a alma e nós só podemos mesmo aceitar que ainda vai demorar para conseguirmos estar juntos, como um só, outra vez...

 

Ah maldita saudade. Como eu te detesto, saudade sem dó nem piedade.

 

 

06
Fev10

Pensa em Mim...

Little Miss Sunshine

Inspiração dos meus sonhos não quero acordar
Quero ficar só contigo não vou poder voar
Por que parar pra refletir se meu reflexo é você?
Aprendendo uma só vida, compartilhando prazer

 

Por que parece que na hora eu não vou aguentar?
Se eu sempre tive força e nunca parei de lutar?
Como num filme, no final tudo vai dar certo
Quem foi que disse que pra tá junto precisa tá perto

 

Pensa em mim
Que eu tô pensando em você
E me diz...
O que eu quero te dizer
Vem pra cá,
Pra ver que juntos estamos
E te falar
Mais uma vez que te amo

 

O tempo que passamos juntos vai ficar pra sempre
Intimidades, brincadeiras, só a gente entende
Pra quem fala que namorar é perder tempo eu digo:
Há muito tempo eu não crescia o que eu cresci contigo

 

Juntos no balanço da rede, sob o céu estrelado
Sempre acontece, o tempo pára quando eu tô do seu lado
A noite chega eu fecho os olhos e é você que eu vejo
Como eu queria estar contigo eu paro e faço um desejo

 

Pensa em mim
Que eu tô pensando em você
E me diz
O que eu quero te dizer
Vem pra cá,
Pra ver que juntos estamos
E te falar
Mais uma vez que te amo,

Mais uma vez que te amo...

 


Pensa Em Mim

Darvin

Composição: Bernardo Faria / Conrado D'Ávila


30
Jan10

Depois do choque...

Little Miss Sunshine

Esta semana foi complicada, mas posso dizer seguramente de que o balanço final foi positivo.... Como sabem, descobri da pior maneira que não estava mais a trabalhar na consultadoria... Depois do choque inicial, andei a pedir trabalho a todo o pessoal com quem já trabalhei directamente na universidade (professores, académicos, pesquisadores, etc.).

 

Consegui umas horas extra de aulas por semana, a começar já esta segunda-feira. Mas a surpresa foi mesmo o que se seguiu. Devido à maneira insólita como terminou o meu contracto de trabalho (sem aviso prévio), a minha chefe propôs que eu fique mais um mês na consultadoria, e eu aceitei.

 

Assim sendo tenho cerca de um mês para me orientar na Universidade. Não é que eu esteja numa má situação, porque não estou. Só que não queria ficar com contratos precários de horas limitadas e nenhumas regalias, quando posso ter um contracto fixo que me dá uma certa segurança monetária. Isto é ainda para mais importante agora que me casei.

 

E por falar em casar, estou mais uma vez de guerra aberta com o Consulado Português em Londres. Preciso de cópias certificadas dos meus documentos de identificação para poder mandar ao meu marido no Brasil. São para suportar a aplicação de Visto dele, e por isso mesmo há uma certa urgência nesses documentos.  Os tipos marcaram-me uma hora na Quinta-Feira, dia 11 de Fevereiro, para me certificarem 2 cópias?? Não é só o facto de quintas-feiras eu estar super ocupada com aulas (como eles sabem tão bem!!), é o facto de ter de esperar semana e meia para me carimbarem duas folhas de papel!! E o pior é que só pode ser carimbado por eles, porque senão o Home Office não aceita!!

 

Eu tenho de mandar as coisas todas pelo correio, e o Carnaval está aí à porta - o que significa que o Brasil vai parar nesses dias, e nada de correio. Eu tenho de mandar os documentos o mais tardar na próxima sexta-feira, porque não quero correr o risco de ver os documentos chegarem depois do dia que são precisos. Se eles não me marcarem a certificação para esta semana, terei de mandar o meu passaporte por correio - algo que me incomoda, porque por mais seguro que seja mandar as coisas por correio hoje em dia, é sempre um risco...

 

Mais uma vez, depender do consulado começa a revelar-se uma missão impossível. Se bem se lembram, não fosse o cartório no Brasil aceitar uma declaração de estado civil para mim, ainda hoje estaria à espera do certificado de capacidade matrimonial que o Consulado Português em Londres teria de emitir (algo que demora cerca de 2 meses).

 

Considerando que eu sou uma cidadã portuguesa a exercer os meus Treaty Rights aqui no Reino Unido desde 2004, isto é lamentável. E o pior é que o mau serviço deles só me atingiu recentemente. Nunca tive problemas com eles antes. Nos últimos 2-3 meses parece que a prestação de serviços deles decaiu substancialmente... Não facilitam NADA. Não agilizam NADA. Sinceramente, ter um consulado em Londres ou não ter nesta altura para mim, é igual, porque para as coisas mais simples, ou tenho de ir a Portugal  ou tenho que me desenrascar de outras maneiras.

 

Entretanto, este fim de semana tenho estado a corrigir exames sem parar, e queria ver se amanha preparava a aula que vou dar na segunda feira sobre questionários para pesquisas de mercado. O maridão ligou à pouco, está tudo bem, segunda-feira já voa de volta para Curitiba (ele está em Belo Horizonte). Tenho saudades dele...

 

 

Nesta semana, provavelmente porque foi cheia de altos e baixos, senti mesmo a falta dele... E ele tem ligado todos os dias, ou no MSN ou no telefone de casa.... Não me posso queixar... Só que é difícil começar um casamento assim, separados por um oceano, 12 horas de avião, e 2 horas de diferença horária... É meio triste. Eu sei, eu sei... Eu já sabia que ía ser assim. Tenho de ser forte. Mas até o mais forte dos seres tem momentos de fraqueza, e eu sou humana - tenho muitos desses momentos.

 

Só quero que o tempo passe depressa para poder ter o meu maridão do meu lado. Nesta altura é só mesmo o que eu quero, e o que faz falta para eu poder ser 100% feliz...

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2005
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2004
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D